Tipos de babaca, parte 4

10.21.2015 -


#010 O babaca ostentação
Meu palpite é que esse tipo de idiota sofreu algum trauma no passado por não ter tanta grana, ser irmão do meio, ou coisa parecida. Ele PRECISA mostrar ao mundo que conseguiu um carreira invejável (e, para isso, usa a hashtag ‪#‎lovemyjob‬), adora exibir o carro novo (ainda que não tenha o quitado totalmente), as viagens para praias paradisíacas com amigos igualmente reis do camarote. Claro, se você estiver dentro do que ele, os migos e a sociedade configuram como mina gata, vai entrar pra dentro do jogo da exibição prazerosa - não vai faltar selfies, declarações românticas e postagens sobre programas à dois nas redes sociais. Claro, você inclusive vai se perguntar porque diabos ele demonstra tanto em público e quase nada no íntimo, é verdade. Eu diria que, talvez, nem ele saiba.

#011 O babaca comeu-vazou
Ele puxa assunto com você todo dia. Vocês conversam, é tudo legal, ele parece uma ótima pessoa. Vocês saem. Há química, você tenta se segurar mas transa com ele no primeiro encontro, azar. Horas depois (ou nem isso) ele inventa uma desculpa mais esfarrapada que nota de um real e precisa ir embora. No outro dia, zero mensagens. Sumiço. Diferente do babaca fantasminha, esse rapaz parece ter problemas com intimidade - pode deixar você dormindo sozinha depois do sexo e ir pra sala, vai evitar beijar você na hora de se despedir e ser sucinto nas mensagens. Mas ele volta, não se preocupe; caberá à senhorita ou tratá-lo como um affair esporádico ou mandar pastar.

#012 O babaca carentinho
Uma amiga passou o seu número para ele, afinal, ele a viu com ela no clube/numa festa/no trabalho e a achou muito gata. Ele chama você no Whatsapp ou adiciona no Facebook e puxa papo pelo chat. Tudo ok até então, um cara interessado. Os dias passam e você trabalha bastante. Até que ele pergunta: "O que você está fazendo?" e esse é apenas a primeira pista de alerta. "Por que a gente não se fala mais como antes?", "Você nem me dá bola", "Poxa, achei que você estivesse a fim" e "Então tá, não quero incomodar..." são alguns dos (perfeitos) exemplos de como ele começará a querer sua atenção cada vez mais, tal qual um vampiro que suga o que dá do sangue alheio - aqui, porém, é energia e vontade que se esvaem. Talvez ele seja bem bonito e você resolva dar uma chance, ainda assim. Ele precisará estar em contato com você durante todo o dia e será cansativo demais responder onde está, com quem, o que tem feito e que horas irá dormir. Me falta pique.

0 Comentários:

Postar um comentário