Guia atualizado de conquista para a boa mocinha

3.30.2015 -



Indiferença é primordial, é o básico para a sobrevivência. Demore horas para retornar mensagens. Visualize e responda apenas bem depois (ainda que a sua cabeça ferva até você acione o botão “enviar). O controle, ele precisa ser todo seu. Seja monossilábica. Às vezes querida, noutras uma distraída a fórceps. Ele importa pouco demais. Foda-se se vocês se encontrarem, foda-se. Você nem quer muito, lembra disso? Não? Então cole na testa e se obrigue a fazer do descaso uma arma a seu favor. Treine o desapego; duas vezes na semana, uma horinha por dia. Abrigue a frieza. Calcule passos e palavras mimeticamente. Ser blasé é ser interessante, você não está ainda totalmente nas mãos desse sujeito – amor próprio, amor próprio, amor próprio. Nada de ser dessas capachos paga paus com vontade própria. Sem desafio não há jogo e você quer ganhar, ainda que para brincar sozinha com o tabuleiro no final, correto? Sim, prossigamos.

Deixe as roupas sensuais demais para outra ocasião. Passe a imagem de boa moça despretensiosa e séria, ninguém aqui faz você de boba não, oras. Saias curtas nunca, hot pants menos ainda, finja que nem possui vestidos colados demais. Maquiagem leve sempre, homens detestam olhos marcados e bocas carnudas capazes de os engolir. Batom forte marca o rosto do bofe, melhor evitar. Depile axila, pernas e virilha – mas nunca tire tudo lá embaixo, deixar um bigodinho a difere das mulheres que são capa das revistas masculinas que ele admira vez que outra. Nem pense em estrear aquele fio dental de renda, calcinha boa é calcinha de algodão (e además, quem vai ver hoje? ninguém mesmo, amiga, está louca?). Esteja com as unhas impecáveis, mantenha a raiz bem feita, o corte simétrico. Nunca corte o cabelo curtíssimo, esqueça essa onda de liberar os cachos: melenas sempre alisadas, é assim que eles curtem. Salto alto é importante, mas do tipo agulha é vulgar. Você se dá o respeito, você se ama e não precisa mostrar as curvas desesperadamente, troque aquela foto de biquíni do Whatsapp e nem cogite postar no Facebook, pelo amor de deus. 

Demore cinco minutinhos para descer, mesmo que ele já esteja esperando no carro, parado em frente ao prédio. Ao entrar, fale pouco. Sorria ainda menos (deixar pairar a sensação de que ele precisa se esforçar pra que as coisas sejam legais é importante – ele, nunca você). Ao pegar o menu, aceite o que ele pedir. O que ele quiser está bom (empodere-o, mas apenas para confundir). Opine o mínimo possível – vocês não precisam divergir, certo? Ou melhor, concorde com as ideias e princípios que ele apresentar, qualquer seja o assunto. Beba pouco, em golinhos de princesa. Deixe que ele gesticule e aborde o garçom, acene a cabeça quando a pergunta for: "quer outro drink, querida?". Coma praticamente nada, se você ainda não é magra está atrás disso, sim. Ria das piadas e trocadilhos que ele fizer, ainda que tenha pouquíssima graça ou nenhuma. Ignore o fato de ele se mostrar machista, homofóbico, preconceituoso, um babaquinha - todos temos defeitos, vai que ele é o homem da sua vida? Se não der para segurar a vontade à força e burlar o desejo, beije. Mas com parcimônia, com jeitinho e sem demonstrar qualquer excitação. Você ainda não foi totalmente conquistada, ok? É seguro que ele pense assim. De novo: nada de conforto, ele quer que você o impele à seguir na arena pelejando, o ouro só deve ser entregue quando ele não for mais o bandido.

Segure mãos, mas sem contato físico dos fortes, sem atrito algum mais libidinoso. Libere a mão transpassada em volta da sua cintura, espere ele abrir a porta do carro – aliás, você só sairá com ele caso ele possua um ou a pegue de táxi em casa. Ir ao encontro do rapaz? Jamais! Sente-se comportada, feito uma lady. Essa hora requer uma dureza totalmente racional, firmeza. Nunca dance a música animada que toca no rádio. Desaprenda todos os palavrões e palavras que a masculinizem, apague as experiências todas de um passado lascivo. Em hipótese nenhuma mencione ir para a casa dele, para a sua, para um motel. Entenda que a loja de doces libera apenas uma guloseima por vez e não está nos seus planos entregar tudo de bandeja de primeira. Você se ama. Você se valoriza. Você não é as nega dele e isso precisa ficar claro. Correr atrás de homem é uma alternativa inexistente em nosso clã. Você vai para casa dormir cedo, tirar a maquiagem com toda a sobriedade do mundo grudada nos cílios nada borrados e ir dormir como as boas mocinhas do grupo fazem. Na próxima pode ser que até role uns amassos. Na quinquagésima, quem sabe, sexo. Por enquanto você foi aceita no clube e pode julgar quem quiser, menina de valor, meus parabéns.




4 Comentários:

  1. Sensacional. E o pior é que muitas pessoas dão esses "conselhos" a sério.
    Muitas pessoas enchem a boca para dizer bordões como "mulher é um bicho complicado", mas olha só o tipo de coisa que elas precisam aturar!
    Na real muita mulher é "simples" (bom, cada um é cada um, existem homens complicados, existem mulheres complicadas, assim como existem várias pessoas simples) só que muitas crescem sendo instruidas a não demonstrarem seus sentimentos para "não espantar o cara", são instruidas a serem "misteriosas" porque "é disso que homem gosta" quando na verdade a mulher quer mais é ser direta e clara, sem rodeios. Ter que ficar fazendo esses joguinhos psicologicos contra a própria vontade por medo de rejeição acaba com qualquer um.

    E o resultado disso tudo? Todo mundo insatisfeito. Homens reclamando que mulher não sabem ser diretas. Mulher pirando na balança que é ter que fingir que não esta afim ao mesmo tempo que morre de medo dele desistir por ela estar sendo seca demais.
    Se as pessoas entendessem que não tem nada demais uma mulher expor seus sentimentos e desejos sem ser rotulada de fácil ou carente, as pessoas seriam mais felizes em seus relacionamentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Merece palmas!
      A mulher deve agir naturalmente, sem essas regras toscas de boa moça. Se o cara gostar desse jeitinho todo miss, sinto dizer que nunca poderá mostrar seu jeito nada princesa de ser. Se fosse o homem que agisse completamente diferente de como ele é no inicio de um relacionamento, você meteria o pau, chamaria de duas caras, que usa máscara, que só queria te comer e blablabla. Agora nós mulheres podemos iludi-los? Aaaah. Pelo amor. Ele tem que gostar do jeito que somos. Se cantamos loucamente nossa música da rádio, se bebemos ou comemos tal tipo de bebida, se gostamos de roupa colada. Isso vai de pessoa pra pessoa. Vai viver quanto tempo fingindo ser algo que não é? Isso só te traz tristeza por não poder mostrar quem você é de verdade.

      Excluir
  2. hahahhahaha menina vc é demaisssssssssss!

    ResponderExcluir