Saibam conversar, caras

11.16.2013 -


De volta ao time das solteiras por tempo suficiente para fazer uma análise, aqui então, um desabafo. Os homens, eles não sabem mais conversam. Serião. E isso me assusta. E não é só comigo: é com as amigas, as colegas, as outras clientes do salão de beleza. Ou agem com uma amabilidade que nem a mãe da gente tem liberdade, ou se dão ao direito de serem grosseiros a ponto de nos fazer querer que morrão dali em diante. Ou não sabem gramática. Ou, no caso, vou dar umas dicas do que - ou de, como - não espantar uma garota que seja alvo da sedução masculina alheia ( vai que seja uma chata criteriosa, no caso, feito eu).

- Bom dia, boa noite e boa tarde são ótimos cumprimentos para se enviar num e-mail de negócios, para se saudar o atendente do restaurante, para uma ligação para a operadora de telefone. Respeito demais mais afasta que atrai qualquer mulher. E, por deus, seja por SMS ou num Gtalk ou Facebook, oi tá ótimo, perguntar se tudo está bem é bacana. E, a partir dali, a conversa se desenrola. Sutilmente.

- Piadelas não são necessárias o tempo todo. Elas descontraem conversas e fazem a gente sorrir do outro lado da tela, mas quando bem colocadas e em ritmo moderado. Rir de tudo que falamos também não é nada essencial. Mais uma vez: menos é mais. Um assunto que envolva ou dois prende muito mais a atenção.

- A gramática, essa bíblia dos que estudaram pouco português na escola. Bem, se você não se garante no que escreve, vale dar uma relida (conselho esse, pra vida). Erros pífios passam batido se o entorno da conversa for cativante, e o cara também. Agora, MIN fazer é coisa de índio. CONCERTEZA não existe e DENOVO é separado.

- Ok, a menina aparenta ser culta e gosta de bons filmes e já leu livros conceituados. Beleza. Mas, por favor, se escolherem conjugar o Tu no lugar do Você, por favor, não terminem todos os verbos com aquele "s" final que ninguém usa numa conversa coloquial. Tu fazes, tu gostas, tu queres, eu fujo.

- Se a guria ignorar você mais de três vezes no chat, acho que chega. Se ela levantar só a sobrancelha ao vivo ou abanar quando o ver por aí, é o suficiente. Aquele ditado de pedra mole em água dura aqui só faz durar ainda menos qualquer possibilidade de papo e galanteio com a senhorita. O bom senso, ele tá aí pra ser usado.

- O vácuo, esse lugar onde mulher nenhuma gosta de ser deixada. Representa o limbo do desinteresse. Parou de responder é tchau, bença e provavelmente fim de qualquer futura reaproximação. Nesse caso, vale da educação de dizer "estou ocupado, nos falamos, beijos!" ao menos. Não custa.

- Gírias demais podem nos fazem não compreender bem o sentido do que vocês dizem e, talvez, nem levar a sério. Apostar no simples, mais uma vez, é um bom caminho pra ao menos criar alguma amizade.

- É educado perguntar do nosso dia, é gentil falar de como foi o de vocês. Reclamações, quando furtivas, geralmente comovem e são bem aceitas. Ficamos felizes que a vida de vocês seja genial e mereça uma atenção de 80% do tempo discorrido entre as falas, mas temos coisas legais pra contar também. Juro.

- Não enviem emoticons em excesso. Evitem os corações. Por favor. Grata.

Abraços desta tia chata que é detalhista e resolveu que não aceita mais qualquer coisa dessa vida.