Conversas afiadas: Implicâncias de estimação

9.22.2013 -

- Um dos piores tipos de cara tá na mesa aqui do lado.
- Qual? Bombado?
- Não, o cara que só bebe drinks. E de canudinho.
- Ah, sim. É, é um gosto bem pessoal teu, né?
- Talvez. Canudinho não dá. Um Godfather, Mojito, French Connection até vai.
- Eu entendo um pouco. Tenho o mesmo sentimento quanto aos caras que tiram muito a sobrancelha. Simplesmente não dá. Mais que só no meio, não dá.
- É pessoal, totalmente pessoal. Assim como tem guria que odeia homem de regata. E cara que acha brochante mulher com calça larga. Ou que também não se depila.
- Todo mundo tem um traço que abomina. O meu é marmanjo adulto bebendo drink de canudinho. Por mais machista que soe, todo mundo tem. Mesmo que não lembre na ponta da língua para argumentar.
- É, certo. Onde ele tá?
- Tá bem atrás de ti. Na diagonal. Bebendo Cosmopolitan. Pode?
- Poder, pode. Não quero virar agora.
- Não vira, vai parecer a guria do exorcista. Mas tá atrás de ti. Vê quando for ao banheiro.
- Tá. Mas, cara, eu te entendo. Só que esses caras sei lá, eles são todos do mesmo tipo. É raro que sejam os boys com quem a gente se relaciona.
- Mas claro: como querer dar pra um sujeito que bebe Pinã Colada e suga até o fim todo o líquido?
- Acho que não tem como. Mas depende o sujeito. Ainda acho pior o cara que faz sexo de camiseta, mas isso só tem como saber depois.
- Verdade. Mas sabe, eles transam?
- Ele tá de pullover?
- Sim, pra variar.
- E tem espinhas?
- Tem, faz parte do combo.
- Representa muita coisa. Como, por exemplo, ele deve transar de meia também. E passa muito tempo no Xtube. E caso eu for ali, assim, de barriga de fora, ele vai gaguejar. Certeza que vai.
- E certo que a mãe dele é quem compra as cuecas. E não são boxer. E se tu for ali eles vão ficar com medo, mesmo que seja pra zoar.
- Chegam na balada com aqueles papos de tio e não deixam a criatura curtir a festa. E provavelmente dançam só com os ombrinhos assim.
- Aham, é bem esse tipo de criatura. E tão em dois. O outro tá tomando um Bellini.
- Tu acha esse tipo pior do que os que descem combo em balada ou tomam cerveja de canudinho?
- Acho um pouco. Os boys do combo até são menos piores, mas cerveja com frescurinha é foda.
- Realmente, realmente.
- Olha agora, olha esse canudinho. Arrrgh.
- Mas mesmo que ele bebesse outro drink, ou cerveja, ou chopp, ou vinho tu não ia querer nada com ele. Pelo estilo nerd de ser. Pelo óculos que não orna, o pullover e as puberdade adulta.
- Ué, mas vai que soubesse conversar e tivesse outros atributos não relevados num primeiro momento? O canudinho, guria. O canudinho é o problema.
- Cada um com os seus então. Sobrancelha muito feita é foda.
- É tipo uma urticária visual né?
- É mais uma implicância tua from hell, na verdade. Como todas gratuitas.
- Como qualquer uma dessas inexplicáveis que qualquer um de nós tem. Simples.



0 Comentários:

Postar um comentário