Goma de mascar

6.22.2013 -

"Sabe aquele chicletes de metro, que vem enrolados como num círculo? Então, o fundamento do amor é basicamente o mesmo de se degustar um desses doces que gruda nos dentes e vai perdendo o sabor conforme a gente mastiga. Há que se tirar um pedacinho por dia, pequenino assim, de 5 cm no máximo, e talhar aos pouquinhos com caninos, molares e pré-molares. Deliciosamente, deixar sambar pela boca e às vezes fazer bolas, noutras somente deixar ele ali, sendo sugado ao máximo o seu açúcar para dentro da gente. Porque amor, feito esses chicletes imensos, pode ser curtinho e a gente gastar tudo num só dia - e criar cáries, chorar de indigestão algumas horas depois ou perder tudo aquilo que se tinha e ficar somente com a embalagem redonda como lembrança. Aos pouquinhos, com cuidado e somente após escovar os dentes pra que a comida não fixe ainda mais com o pedaço de goma mascado às pressas. Um pouquinho por dia e apenas depois de ter cumprido o dever de comer toda a comida, legumes, vegetais e carne branca. Sem deixar virar coisa grudenta: perdido o sabor, só nos resta cuspir."

2 Comentários:

  1. ''Porque amor, feito esses chicletes imensos, pode ser curtinho e a gente gastar tudo num só dia - e criar cáries, chorar de indigestão algumas horas depois ou perder tudo aquilo que se tinha e ficar somente com a embalagem redonda como lembrança''

    Sabias palavras

    ResponderExcluir
  2. tu é simplesmente foda com as palavras te admiro demais, Camila!!!

    ResponderExcluir