Quem ama, fica

1.24.2013 -

Quem ama, fica. Fica porque sair correndo pra longe é uma alternativa que simplesmente não existe como abandonar o local mais aconchegante desse planeta - aquele abraço que carrega um pouquinho da gente e nos passa uma paz absurda, calmante. Quem ama, tenta. Tenta porque pode não dar certo e não ser a primeira tentativa, mas enquanto houver palpitação nos segundos antes de ver ao vivo e mãos suando frio pelo medo de não dar certo de vez, é mais fácil se aprumar de comprometimento e dedicação que se acovardar sem nunca saber como poderia ter sido até então. Que ama, quer estar junto. À dois, justamente pela força da conexão que ainda existe, mesmo em dias que o sinal anda fraco e a gente acaba por não captar tão bem a sintonia. Quem ama não desiste. Até porque, desistir é tarefa pra gente fraca e esse lance de amor só cabe em quem é do tamanho da coragem - e poucos conseguem ser tão grandes por dentro. Quem ama, aprende. Ensina a si mesmo a respirar profundamente antes de descarrilhar emoções adversas, a contar até um milhão se for possível, a fazer da paciência uma aliada ao louco amor, porque só dessa maneira é possível funcionar em dupla. Quem ama pensa em futuro. E por pensar, diz. E por dizer, não se deixa levar pela maré de carnaval, amigos solteiros, crises e fases ruins. Escolhe conservar sonhos futuros e não deixa que aos poucos certezas ruírem e daqui uns meses sobre apenas ódio, nojo, indiferença. Quem ama se preocupa. Acha simplesmente impossível seguir vivendo sem saber se ela voltou a comer chocolate e foda-se se possui lactose, não lida bem com a convivência de nunca mais saber se ele foi à academia e o sabonete para o rosto anda fazendo efeito. Quem ama, cuida. Toma-se do maior cuidado do mundo pra que muita gente não pragueje contra o objeto de amor, cultiva uma admiração que vai além dos campos sentimental e psíquico, tenta andar na linha pra que brigas eternas não se repitam e gerem apenas choradeira e rancor. Quem ama, sofre. Machuca ter e não estar bem; dilacera não ter e não saber como seria se tudo ao estágio maravilhoso retornasse. Mas mesmo assim, luta. Até o fim porque a gente se perde nesse labirinto chamado vida, cheio de difíceis escolhas e tentações, mas com o escudo da vontade própria e um pingente que cintila perto do peito fica mais fácil gladiar contra os percalços no meio do caminho. Quem ama se desespera. Sai um pouco de si porque a simples ideia de perder alguém que na prática não nos pertence mais é exasperador. Quem ama se compromete. Dá a palavra, assina contratos verbais, se faz presente na vida diária, porque o cotidiano conta pontos intermináveis quando é lotado de tanto carinho. Quem ama, volta. Se permite voltar de ideia. Cai em si no tempo exato, leva em consideração horas ruins e momentos maravilhosos, se nega a ver como lembrança a paz de acordar do lado e dormir bem uma noite inteira por ser quase completo ali. Pondera na balança toda a felicidade grotesca de estar juntos e o infortúnio do desgaste que o passar do tempo obra na relação. Quem ama quer, quem ama precisa, quem ama dá a mão, mesmo no calor, pra ter a certeza de não soltar nunca mais. É por isso que até agora eu não sei porque ele se foi. Talvez, pelo mesmo motivo incompreensível de estar aqui, ainda. Sozinha.


12 Comentários:

  1. Não sei o que está pesando mais nesse texto: a beleza do amor - a dor da tristeza. Ou os dois juntos: tristeza que ficou bela nas suas linhas.
    É difícil entender certas coisas, atitudes. Principalmente quando não são as nossas, e sim a do outro, que não temos controle.
    Apesar de toda a dor no peito e a saudade dos tempos de glória, só o tempo poderá te dar respostas a seus questionamentos. É clichê dizer isso, eu sei. Mas o tempo é o remédio pra todas as feridas. Ele cura, quando o amor apesar de fazer tudo isso que você descreveu logo acima, vai embora. Ele cura o amor, mesmo quando ele não está mais de mãos dadas com a gente. Principalmente.

    Cuide-se bem Camila.Beijo mineiro. ;*

    ResponderExcluir
  2. Nem sempre a gente entende as confusões internas do outro, se já é difícil lidar com as nossas, imagina com as alheias. O pior é não ter explicação pras coisas, daí a gente demora um tempo pra entrar de novo no trilho e tocar a vida, se essa for a vontade. A ausência de respostas nos atrasa bastante: se o era tão bonito e verdadeiro, como se esvai assim? como o outro joga ao relento? Nem sempre teremos as respostas. Tu sabe que se realmente for teu, a vida dá um jeitinho de fazer voltar. Força pra lidar com a dor e a saudade nesses tempos. Texto lindo, como sempre tu faz do limão uma limonada, com muito talento. beijoca

    ResponderExcluir
  3. Camila, eu entendo perfeitamente seus questionamentos todos, pois passei pela mesma situação que você. "É por isso que até agora eu não sei porque ele se foi." ... Mas eu acredito que quem ama, muitas vezes, vai... e vai porque sabe que se não for, as coisas podem piorar. E vai porque talvez precise de um tempo só, e precise te deixar só, pra pensar e viver algumas coisas que te ajudarão a ser uma pessoa melhor em todos os aspectos. Eu acho que não é o seu caso, mas no meu, eu simplesmente tinha deixado de viver minha vida pra viver a dele, e terminar o namoro foi bom pra que eu pudesse reconstruir a MINHA rotina... entende? Talvez você precise rever alguma coisa importante na sua vida que, junto com ele, você não conseguiria. E será que ele não percebeu isso? Será que não foi exatamente porque te ama e sabe que você precisa passar por essa situação que ele se foi? Será que ele não precisa também desse tempo? Não sei se consegui ser clara no que eu escrevi, mas torço pra que, daqui um tempo, você consiga enxergar tudo isso de uma maneira positiva, e perceba tudo aquilo que você aprendeu. Minha tia me escreveu isso enquanto eu estava vivendo o "luto" do relacionamento e me ajudou muito durante a dor: "Tem vezes que aprender dói, mas quando se aprende a lição inteira, a dor passa. Não se apresse em aprender e nem retarde. Pense e sofra com serenidade até que a dor aquiete!" :) Beijo e fique bem!!! :*

    ResponderExcluir
  4. Querida, que palavras tristes, e ao mesmo tempo tão lindas. Verdadeiras, com um ar de desabafo.
    Realmente quem ama faz tudo isso, e mais um pouco. Faz valer a pena, faz pesar na balança os prós e os contras. E vê, percebe que as alegrias, os momentos mais lindos ao lado, são os que mais pesam, e faz ficar. Mas são raros os que têm essa percepção, e como ouvi dizer: "...Amar é uma arte e nem todo mundo é artista."
    E infezlimente, não são todos, que ficam. Mas de uma coisa eu tenho certeza, "Quem têm que ficar, fica." Sem ter que pedir, ou implorar.
    Como você mesma disse, quem ama, fica.
    Beijinhos no seu coração! Adoro seus textos, me idenfitico muito com eles. Sempre que posso ler, leio. Mas nem sempre comento... Hoje resolvi comentar! Se cuida, e tenha calma, Calmila. "O que têm de ser, têm muita força."

    ResponderExcluir
  5. "Amanhã, talvez
    Esse vendaval faça algum sentido(...)"

    ResponderExcluir
  6. Guria, incrível como teu texto faz a gente sentir tudo: amor, dor, tristeza e saudade. É uma mistura que dói e aperta o peito, mas acredite, de alguma forma, é compartilhada com todas nós - leitoras.
    Mais uma vez, força e fé!

    ResponderExcluir
  7. Sabe, eu acho que as pessoas amam de maneiras diferentes. Eu sou capaz de amar de longe, mas dificilmente optaria por isso. Eu amo de um jeito que não importa se há briga, choro... Prefiro o ser amado ali, do ladinho. Mas tem gente que não ama assim. Tem gente que prefere ir antes de machucar muito. Tem quem prefira ir embora gostando, porque é melhor do que desgastar demais um sentimento bonito.
    Guarda no seu peito o seu esforço, seu amor, e tudo o que vocês viveram. E que a mesma força que você teve pra manter o relacionamento consiga te reerguer em breve, superando a dor que você tem todo o direito de sentir agora. E que o futuro traga algum sentido pra esse seu presente tão dolorido.

    Lembra sempre que tem muitas leitoras mandando pensamentos positivos pra você, de fé, força e carinho!♥

    ResponderExcluir
  8. Simplesmente incrível esse texto. Me senti dentro dele.
    Beijos,Bia

    ResponderExcluir
  9. Camila, que texto lindo! Como pode esse sentimento aí dentro ser colocado pra fora nessa forma tão linda? Você é muito boa, Camila! Fiquei muito supresa e n paro de me perguntar: como pode, gente? transformar a tristeza(ou qqr sentimento ruim) nesse texto lindo? É teu dom, Camila.

    ResponderExcluir
  10. Já li este texto várias vezes e por diversos motivos mas toda vez em que o releio surgem novos sentimentos e por final me acabo em lágrimas.

    ResponderExcluir