Um não ao cabelo da vovó

2.23.2012 -

Uma vez na vida, quando não decidia absolutamente nada sobre mim mesma, tive cabelo curto. Claro, tinha cerca de dois ou três anos, e como as crianças são miúdas nessa idade, acaba até mesmo ficando fofo. A franja cresceu, junto com os espessos fios louros que um dia foram mais claros, e hoje além de acinzentado, são escuros. Depois disso, aprendi a me acostumar com as longas madeixas meio que na marra. Primeiro, porque acho lindo. Feminino. Segundo porque, com meu tamanho todo, cabelo curtíssimo ficaria péssimo. Rosto grande, estrutura graúda e um pingo de fios para contar história? Tudo, menos o cabelo da vovó.

Realmente não sei se é um modismo, uma tentativa desenfreada em ser descolada a todo custo ou uma necessidade de mudança na vida. O que eu não consigo entender tem a ver com tanta guria nova, bonita e com lindos cabelos passando a tesoura e ficando praticamente com nenhum. De certa forma, se masculinizando. Abrindo mão a uma das maiores armas de sedução que quem conserva as unhas grandes possui, por um pouco de androgenia. Sim, há cortes graciosos que batam nos ombros e deixem que ainda se enrole uma mecha no dedo indicador, e são puro charme. Falo das moças que, acabam ficando parecidas com nossas avós e até mesmo, algumas mães, perdendo o tempo de se ter cabelão sem vergonha nenhuma (enquanto se é jovem) querendo passar uma maturidade que, geralmente nem existe. Algumas mulheres cortam um pedaço do cabelo quando nasce o primeiro filho, pois bebê e longos fios não combinam. Até entendo. São mães. Mas moças, por que vocês? Pra que essa assimetria bizarra de um lado curto e outro comprido? Sei lá, me foge do plano sensato de qualquer explicação.

Maiores defensores da tese: povo masculino. Machões. Os homens. Sempre que em pauta entra o assunto com algum heterossexual amigo ou conhecido, ouço coisas como "acho péssimo mulher de cabelo curto" ou "coisa de velha" e ainda "estraga muito uma mulher". Exemplificando: eles adoram um cabelo quase gigante. Tá certo que dá um trabalhão e por religião, hoje em dia, poucas mulheres deixam de cortar um tanto, mas talvez desde a infância, fascinados por puxar o rabo de cavalo, a maria-chiquinha ou mesmo o cabelo grande da coleguinha, os caras curtem cabelo comprido. Vão, perguntem aí a alguns dez amigos, façam uma média. Cansei desse exercício. E mais: estou com eles. Não por se tratar de uma preferência minha, mas sim, porque das amigas que já vi se atreverem ao curtíssimo, nunca gostei realmente de nenhuma. Sempre preferi o anterior, aterrorizada em "porque diabos a criatura fez isso".

Deixe que eles tenham o que puxar. Tirem os fios nas horas inapropriadas para menores em que resolvem, justamente por não ser de bom grado, incomodar. Fazer um cafuné no final da tarde, enquanto você deita no colo dele no sofá, ou que, enquanto você seca ou faz chapinha, a curiosidade máscula de quem nunca passou trabalho capilar em troca de um pouco de beleza - mas se preocupa, no fundo, com uma futura careca (é óbvio). Eles gostam de ter a certeza de estar ao lado de uma mulher, olhar de relance e assistir à decapitação das pontas-duplas ou rir, enquanto você reclama do calor. Inovem na cor, em penteados, ficando um dia sem secar e outro sem fazer chapinha, mas gurias: deixem a falta de cabelo para quando o tempo trazer isso até nós, com o passar vagaroso do tempo. O bom é que crescem, porque até onde também pesquisei, boa parte se arrepende. E passado o surto momentâneo, o desejo de ser diferente - onde todos acabam ficando exatamente iguais - a cena retrata novamente todo o cabelo jogado para frente, logo depois atirado para trás e voilà: feminilidade is back.

20 Comentários:

  1. Demais!
    Vida longa à cabeleira!
    Até mesmos as mamães, enquanto jovens, podem se adaptar aos puxões dos dedinhos pequenos de um bebê! É um rabo, um coque, pra continuar linda, feminina e muito sensual, quando o lado mamãe dar lugar ao lado: Mulherão!
    Serei assim, amém!

    ResponderExcluir
  2. Desde criança sempre tive cabelos enormes, e a maioria das pessoas me diziam para cortar. Hoje em dia está grande, mas nem tanto. Não me arrependo de jeito nenhum de ter feito o que eu quis, deixar os cabelos até a cintura. Compartilho do mesmo gosto pelos cabelões, se um dia eu cortá-los vai ser porque eu não acho mais bonito, não porque quero ser a descolada da turma. Sinceramente, eu acho um charme.

    ResponderExcluir
  3. Cabelo bonito é cabelo grande, sem mais. Não há santo no mundo que me convença do contrário. Vejo essas gurias passando a tesoura, e fico loucaa, não entendo o porque, heheh. Ainda bem que não sou a única a pensar assim né!

    ResponderExcluir
  4. qualquer dia desse meu cabelão adentra o cofrinho, haha. brincadeira... nunca deixei chegar a isso... mas fica sempre no quase.
    enfim, não abro mão de receber uns puxões no cabelo na hora certa... porque né, em cabelo curto nem dá pra fazer isso.

    ResponderExcluir
  5. Camila Camila...por incrível que pareça, esta é a primeira vez que "concordo e discordo" agora! hehehehe

    Realmente, cabelos compridos são extremamente sexy, e diante disso não há dúvidas. Mas por experiência própria, ano passado, fiz a aventura de cortar de um jeito chanel um pouco mais comprido (perto do ombro). Por 2 motivos: um porque to cortando aos poucos pra tirar o restante da tintura e voltar a cor natural dele, e segundo porque estava na hora de "radicalizar" um pouco...mudar tudo, do cabelo aos pés, da cabeça ao coração!
    Não vou dizer que fiquei completamente feliz com isso, afinal, por muitas vezes gostaria de longos fios para trançar, pentear e inventar mil e uma coisas diferentes, embora seja mais práticos cuidados de curtos cabelos.
    Pelo menos estou vendo que junto com os cabelos que estão nascendo, e outros crescendo, vai nascendo uma "nova eu"...
    sei lá...pelo menos experiência pessoal...hehehe
    mas acho válido compartilhar...porque longos ou curtos, de nada vale se não tiver atitude, ousadia e determinação!

    em suma: discordo em certos pontos...hehehe, mas curti o texto, muito bem escrito...mas por experiência própria

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  6. Cabelos curtos ou longos podem ser 'sexy' ou não. Depende da personalidade, depende do rosto da pessoa. Quando criança, vemos a maioria delas com cabelos curtos e quando grandes a maioria com longos fios. Eu tenho cabelo curto,mas, voltarei a deixar crescer.
    Beijos
    http://unejeunefillesentimentale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Eu sempre tive cabelo curto. Só me ''lembro'' de ter tido cabelos compridos quando eu era pequena (cinco, seis anos). Mas o curto que eu digo é um pouco antes do ombro, nada menor do que isso. Hoje em dia as meninas cortam de maneira assimétrica, como tu disseste, e ainda raspam de um só lado. A troco de serem as descoladinhas do 'rolê'. Ainda se fosse por um gosto pessoal, tudo bem... Mas pra provar algo pra alguém é simplesmente ridículo. Enfim, embora eu tenha o cabelo mais ou menos (rs) curto, partilho de sua opinião. Beijos

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Camila disse...
    Cabelos longos são lindos, possuem um charme sem igual. Porém, acho válido as pessoas também terem o cabelo curto, pois não teria graça alguma todas as mulheres do mundo de cabelo cumprido, não teria diferencial. Cabelo também é uma forma de mostrar a personalidade, e realmente têm muita gente que fica muito bem de cabelo curto, seria até injusto com aquelas que realmente amam o cabelo comprido ver todas aquelas mulheres com cabelo grande por influência ou "modinha". Penso assim, beeijos.

    ResponderExcluir
  10. São poucas as vezes que deixei meu cabelo ficar muito longo conto nos dedos... Por eu achar mais prático e não ter muita paciência pra cuidar, arrumar, fora que na minha região faz MUITO calor o ano inteiro, então ele dificilmente passa muito dos ombros HAHA.
    Mas concordo sim, se o cabelo fica melhor grande, por que cargas d'água essas criaturas cortam igual cabelo de homem? E como você mesma diz : " O bom é que crescem, porque até onde também pesquisei, boa parte se arrepende" . E é verdade, todas as amigas que cortaram o cabelo radicalmente, sempre se arrependem e hoje estão com os cabelos belíssimos. ;)

    ResponderExcluir
  11. Eu gosto de cabelos longos. Para alisar e tal. Enfim. Minha irmã é da moda de raspar de um lado só. Mas gosto é gosto né.
    Um beijão.

    ResponderExcluir
  12. Oi Camila, adoro teu blog mas tive que discordar hoje...Não concordo com o argumento "cabelo de vó", sempre tive cabelão, sempre sempre sempre, e num determinado momento resolvi que ia cortar. Cortei curto, estilo channel, básico. AMEI. Isso em 2010, nunca mais deixei comprido. Todo mundo diz que fica muito melhor meu cabelo assim, inclusive meu namorado que AMAAAAA meu cabelo curto e não quer ele comprido por nada :o Não concordo que homens prefiram cabelo comprido, acho que eles preferem mulheres femininas, aquelas que não importa se é cabelo curto ou comprido, desde que não pareçam homenzinhos...Acho que é válido a pessoa se sentir bem, sempre, independente de modinha ou não modinha. Beeeijos

    ResponderExcluir
  13. Camila, tem uma tag lá no meu blog pra vc, dá uma olhadinha lá. :D
    http://adolescentetop.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Camila, como sempre, você escreve muito bem. Mas fico decepcionada em saber que você pensa assim. Sou uma admiradora da sua personalidade forte e carisma, e o que mais gosto nos seus textos é o estar sempre defendendo os "direitos" femininos, no que diz respeito ao nosso direito de se expressar, ter personalidade e poder ter nossa própria (e forte)opinião. Que as meninas cortam o cabelo por "modismo", e que se "masculinizam" é o tipo de coisa preconceituosa que eu jamais esperaria ler aqui. Deixo aqui meu desapontamento, mas respeitando sua opinião como sempre.

    ResponderExcluir
  15. Discordo do que você disse
    A feminilidade nao está ligada só ao cabelo, na verdade sou totalmente contra qualquer supervalorizacao da aparencia. É, sinceramente, por isso que a maioria das mulheres entra em paranoia. Cabelo cresce. É bonito ter cabelo comprido, assim como ter cabelo curto tbm é bonito. Eu achei esse post coisa de mulherzinha, nada tipico com vc

    enfim, é isso

    ResponderExcluir
  16. Ai deu ate saudade das minhas madeixas!
    Cortei o meu por puro desespero, ele estava morto por causa de tnta chapinha e achei q a solucao fosse essa. Foi dificil, me arrependi e n vejo a hs dele voltar a ser grandinho de novo.
    Me semti horrorosa e nada atraente depois desse texto, mas assino embaixo! Kkkkk
    Beijo Camilla

    ResponderExcluir
  17. Resolvi parar de ler seu blog depois desse texto. Não porque vc tem uma opinião diferente da minha, eu respeito, claro. Mas senti uma profunda falta de respeito do seu lado, já que cabelos curtos não são masculinos e nem "cabelos de vó". Tudo isso depende da mulher que o uso, depende de como ela anda e tudo mais. Acho que vc foi bem infeliz nessa postagem, porque quer forçar uma cultura de cabelos longos, sendo que só você concorda nisso. Mulheres são mulheres e por isso são diferentes, cabelos e cortes diferentes. Isso nos faz sexy e feminina. Não um estereotipo desenhado por vc!

    ResponderExcluir
  18. Amei seu comentário, Dayane!! Esse foi o post mais preconceituoso e os comentários mais ridículos que já vi! Meros argumentos de "senso-comum"... De mulheres que só estão preocupadas no que os homens estão achando de sua aparência? O que é voltamos à Idade Média?! É o que parece! Precisamos ter uma carcaça bonita para realizar meus interesses públicos! Colei essa parte porque não aguentei e tinha que comentar: " Realmente não sei se é um modismo, uma tentativa desenfreada em ser descolada a todo custo ou uma necessidade de mudança na vida. O que eu não consigo entender tem a ver com tanta guria nova, bonita e com lindos cabelos passando a tesoura e ficando praticamente com nenhum. De certa forma, se MASCULINIZANDO. Abrindo mão a uma das maiores ARMAS DE SEDUÇÃO que quem conserva as unhas grandes possui, por um pouco de androgenia." Esse tipo de comentário mostra porque as mulheres ainda sofrem tantos preconceitos em meios públicos, sendo olhadas pelo seu físico e não pela sua inteligência - mero objeto sexual e invasores de lugares "típicos masculinos". Realmente Camila, você nunca irá entender o que leva uma guria bonita e nova à cortar os cabelos, porque é um estágio que você ainda não chegou. Esse tipo de GAROTA/MULHER já não está preocupada com o olhar masculino sobre a sexualidade delas, porque elas já desenvolveram, sabem o que querem e onde querem chegar e não precisam de terceiros para que elas sintam-se amadas. E sim, elas são sexy!E agora não mais por um mero rostinho bonito, ou cabelo comprido, que é o mais acessível e fácil, mas porque agora elas encontraram uma nova maneira de serem femininas e sexy, de uma forma muito mais FEMININA: Usando sua inteligência. Fica a dica Camila: Mulher é muito mais do que isso que você pensa e postando essas coisas você está denegrindo um espaço que as mulheres lutaram e continuam lutando para consquistar... de Liberdade! ;) Abre sua mente e invente seus conceitos! Se permita! Ah, cabelo cresce! MULHERES entendam: Se um cara terminar com você só porque você cortou o cabelo, é porque ele não se garante! Essa história de Fetiche masculino não está com nada! Seja você! Homens intelientes gostam de mulheres independentes! Atrai caras muito mais interessantes quando "virei macho".... kkkkkkk Ou seja, "cortei o cabelo". Amar-se é ser sexy!

    ResponderExcluir