Calmila responde: amor de infância e fazer o cara "esperar"

10.28.2011 -


Olá Camila querida,

Cá estou eu, leitora assídua do seu blog, apaixonada pelas suas palavras, mas não presente em comentários. (Desculpe por isso,mas quando leio teus textos tenho a sensação de que não há mais nada a ser dito, me calo e concordo.)

Ah, querida é você. Pena que não comente! Adoro tudo que colocam aqui, só me serve de incentivo para que continue postando e querendo escrever ainda mais. Pois então, vamos à questão.

Bom, vamos lá ao meu drama (que no fundo sinto ser uma paranóia normal ,mas que deve ser cuidada).
Namoro, há 4 meses com um cara que eu conheço desde os 12 anos. Nos gostamos desde esta idade, mas sempre fomos muito bobos e nunca tínhamos falado um para o outro o que se sentíamos. Até que nos separamos por um tempo.

Hm, um amor de infância.

Ano passado, voltamos a nos falar, e ele começou a me chamar para sair (mas como sempre tinha alguma coisa marcada, acabava furando com ele). Pois bem, um belo dia, ele disse que não me chamaria mais para sair, pois estava cansado de me chamar e eu nunca comparecer. E eu fui percebendo que não podia deixar isso acontecer, eu ainda gostava dele um pouco, e ele ainda parecia gostar de mim.

Compreensível.

Então, eu o chamei para ir ao cinema, e nós fomos. Foi bom sair com ele, fiquei desejando repetir aquilo sempre. No mesmo dia, à noite, ele me pediu para que eu o ligasse, e ele me disse que tinha gostado muito de sair comigo, e que precisava me falar uma coisa que vinha guardando há tempo. E disse que gostava de mim, desde os 12 anos e que seu sonho era namorar comigo, mas que de tanto eu furar com ele, ele resolveu conhecer outras pessoas e que no momento estava "ficando" com uma menina que ele mal conhecia, apenas pra tentar me esquecer, já que meus inúmeros bolos o levaram a pensar que eu não lhe dava a mínima.

Vou ser sincera, como sempre sou, até porque, é isso que esperam as pessoas que enviam os e-mails. Enfim, amor de infância é complicado. Pessoas se conhecem há tempo, mas também mudam, crescem, amadurecem e se desenvolvem. Ele guardou esse "amor" o tempo todo dentro dele e foi iludindo as outras coitadas, é isso? Vocês ficaram UMA vez, e por se conhecerem há tempo, iniciaram precocemente esse namoro? Não sei qual a sua idade, mas depois de um tempo, a gente vai aprendendo que quanto mais lento for o caminhar das coisas, mas tempo tende a durar, menos erros a gente comete ao longo do caminho, ENFIM. Continue.

Eu o disse que também gostava dele e que se tivéssemos sido menos bobos, tudo teria dado certo, nós estaríamos namorando. Pois bem, ele me pediu uma semana pra resolver a vida dele, e eu dei esse tempo. Passada uma semana ele me ligou dizendo que não estava ficando com mais ninguém e me chamando para ir ver uma exposição de quadros com ele. Eu fui, e na volta pra casa, ele me pediu em namoro.

Uma semana. Ainda assim, considero pouco tempo para se decidir estar num relacionamento. A gente tem que ter certeza quando mergulha de cabeça na vida de alguém. Sei que vocês se conheciam, e tudo o mais, mas menina, vocês tinham arrecém voltado a se falar. Sei lá, precisa-se conhecer BEM alguém antes de se decidir uma coisa dessas. Minha opinião.

Pois bem, até aí, não há motivos para preocupações. Passamos 4 meses como namorados normais, que se amam,  querem estar juntos e que se protegem e ajudam mutuamente. E olhe, foi preciso muita ajuda e proteção, pois problemas familiares aconteceram e era preciso que um fosse a rocha do outro.

Acontece. O nome disso é vida, né? Ao menos, se vamos ter alguém do nosso lado, que seja quem nos fortifique. Namoro, geralmente, é pra isso. Além de amarmos a pessoa, uma boa amizade entre os dois só enaltece ainda mais a relação.

Quando fizemos 4 meses de namoro, ele tentou avançar o sinal, tentou ganhar intimidade e confiança a mais, por assim dizer. E eu, deixei um pouco, mas controlei a situação, temporariamente.

Certo. Vocês namoram há quatro meses, nesse relacionamento apressado. E quatro meses em que você fez o cara esperar, por não sentir "confiança" o suficiente. Desculpa, mas como já disse, não sei sua idade. Só que, se você tá com alguém, e gosta dessa pessoa, é natural que o sexo ocorra. Homens esperam isso. Mulheres, idem. Se foi o tempo em que tínhamos que fazer o cara esperar ali pra ver se ele queria mesmo. Se não for com a gente, eles dão o jeitinho deles de conseguirem "intimidade" em algum lugar, com alguma outra pessoa. É um fato isso, não dá pra negar - além do que, a quantidade de mulher vagabunda presente e viva no mundo de hoje é algo surreal. A gente acha que imagina, mas é ainda pior. Não vi problema em ele tentar "avançar o sinal". Se você era virgem, ok. Mas que explicasse ao moço, e fosse indo aos poucos. Homem sente necessidade disso. 

Uma semana depois, eu fui lhe fazer uma surpresa, fui acordá-lo em sua casa, com um bom dia e beijinhos no pescoço. E acontece que nesse dia aconteceu, nós transamos.Tudo bem, não foi da forma que eu imaginava que seria (se bem que acho que quase nunca é, isso deixa tudo até mais belo, acontecer naturalmente). Mas ele foi fofo, delicado, paciente e me tratou da melhor forma possível. Eu sendo virgem e ele não, foi paciente ainda assim.

Ainda não captei o problema. Então, se aconteceu e foi ótimo, até agora, tá tudo bem ok. Você não se arrependeu, pelo visto, ou seja: fez o que tinha que ser feito. Parabéns.

Então, eu tive que perguntar, porque a paranóia não me deixou em paz, se ele já tinha transado com alguma de suas namoradas, ou se foram apenas com mulheres sem que houvesse essa relação de namoro. Ele me respondeu que sim, que já havia transado com uma de suas namoradas, mas que nunca tinha sido tão especial, pelo significado que eu tinha na vida dele.

Então, menina. Cadê o problema? Não vi nem sombra por enquanto. Natural que, se ele já tivesse namorado outras meninas, não fosse mais virgem. É uma paranóia que nem devia existir.

A questão Camila, é que eu fico com medo de ter dado liberdade demais aos 4 meses e que isso venha desgastar nossa relação, porque é bonito em um namoro a questão da conquista do dia-a-dia, do conhecer, do confiar.

Minha querida: isso é uma questão MUITO ultrapassada. Pra que esperar, se você sentia vontade, e ele, logicamente, também? Não acho nada bonito esses relacionamentos, não. O que conheço de cara que espera meses e meses, e quando a menina dá a "liberdade" é largada no dia seguinte... Acho que é o curso natural dos relacionamentos. Você transa, e nada muda: tá tudo certo. O que desgasta namoros é brigar toda hora, isso sim.

Tenho medo, porque sei que existem homens que quando conseguem o que querem, deixam o desejo, o respeito e a vontade de estar juntos desaparecem, e adeus namoro. Não gosto de pensar que ele seja assim, porque eu o conheço há muito tempo e nunca o vi ser assim com ninguém, e ninguém nunca quer pensar algo assim de seu namorado, não é? Mas, fiquei pensando muito nisso, pensando se essa intimidade concedida iria melhorar ainda mais nosso relacionamento ou se ia estragar, fiquei pensando que se ele já tinha transado com uma de suas namoradas e tinha terminado, isso não era nada, não era motivo para que ele não viesse a terminar um dia.

Mas por que é que um cara terminaria um relacionamento só porque conseguiu sexo? Se ele gosta mesmo de você, ele vai é continuar, porque deve estar achando ótimo isso tudo. Vai por mim.

Quero acreditar em suas palavras diárias, de que sou especial, de que tenho um significado muito mais importante do que qualquer pessoa que já tenha passado em sua vida, de que o que nós temos será pra sempre, de que o respeito que ele sente por mim não acabará e de que sua adimiração por mim será progressiva e eterna, e na maioria das vezes acabo acreditando mesmo, mas essa paranóia não quer sair de mim.O que faço Camila? O que faço pra continuar acreditando em tudo que ele me diz e continuar aproveitando nosso namoro sem me preocupar com coisas que nem ele próprio demonstra se preocupar? Como dar fim a essa paranóia? 

Mas guria, você namora com ele, certo? E não confia nele? POR QUE essa paranóia? Não tem sido bacana o sexo, você não tem gostado? Não entendo. Você tem mais é que aproveitar e acreditar no que o cara diz, ele está com VOCÊ, e o que é passado, além de só servir pra museu, já ficou lá atrás (tomara que bem longe). Não tem nem porque existir esses seus pensamentos, não se sinta culpada por ter deixado uma de suas vontades vir à tona.

Desde já te agradeço, por ler e tentar ajudar. O que eu quero dizer se identifica muito com o que tu acaba escrevendo em teu blog, e admiro teu talento demais!

Eu agradeço, e espero ter te ajudado, menina. Bora tirar essas minhocas da cabeça e aproveitar da melhor maneira possível. Boa sorte! Quer enviar sua dúvida, dilema, ou pergunta também? Se joga no camilapaier@gmail.com e é só esperar.

3 Comentários:

  1. Oie. Adorei o seu blog.
    http://www.caprichamulher.blogspot.com
    Já sigo seu blog, siga e comente no meu blog tbm. :)
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  2. é normal que às vezes surjam essas dúvidas nas nossas cabeças, mas tb penso que, se ela é a namorada atual, não deve se preocupar com o resto e sim viver tudo da melhor maneira possível! e acreditar nas coisas que ele diz ajuda e muito nisso tudo :D
    adorei os conselhos desse, concordo!

    ResponderExcluir
  3. achei interessante esse post e engraçado parece coisa de adolescente de 15 anos...rsrs

    enfim o que você disse acho certo, se ele nutriu esse sentimento por muito tempo não acredito que ele esteja mentindo

    então vá em frente moça e procure a resposta no equilibrio da alma e da mente!

    ResponderExcluir