Da Mei: Resoluções de ano novo.

9.20.2011 -

 
Não é dezembro, muito menos janeiro, não é ano novo, nem meu aniversário, mas hoje eu lembrei daquela listinha que a gente faz no começo de todo ano que chega, se enganado, se prometendo, se iludindo que será tudo diferente quando na realidade quase nada muda.
E reler a lista de vez em quando, quem faz? Quem lembra ao longo do ano do que se comprometeu lá no réveillon? A gente se engana que vai finalmente fazer isso ou aquilo, por quê? Pra quem? De que forma uma listinha feita as pressas antes da balada da virada ou da janta em família, se torna realidade?

Arranjar um namorado? Fora da lista. Comprar um carro? Fora da lista. Com o passar dos anos fui sendo mais honesta comigo e diminuindo minha lista de afazeres anual. Até emagrecer aqueles dez malditos quilos a mais eu excluí da coitada. Fui assim me aceitando mais, aceitando mais o acaso e desejando menos o impossível. Quase nada do que acontece em nossas vidas é planejado. A gente até se engaja em fazer acontecer vários dos pontos, como  por exemplo procurar um emprego, mas onde você acaba trabalhando, só o destino sabe. Ou um atleta que coloca como meta ter tais e tais prêmios na estante, para ganhá-los pode demorar anos de muito suor e treinamento.

É tanta atribulação no dia a dia que mal dá tempo de colocar em prática a lista da semana, quiçá do mês. Por isso joguei minha lista de resoluções do ano novo pro alto e bati palma, larguei mão e não me arrependo. Me desapeguei desse ato cultural que tantos fazem para nada. Ou melhor, preenchem o ritual da passagem de ano com simbolismos cada vez mais vazios de significados. Porém, tiro meu chapéu com louvor  pra você que leva de fato a cabo a lista, you are the champion! 

Viver o aqui e o agora, sem lista alguma me guiando, é a maior das lições que a vida já me deu. Então relaxe se você também não consegue colocar em prática aquela listinha bendita que começa quase sempre assim “esse ano eu farei: ...”. É claro que se organizar não significa viver como um cavalo encabrestado, e não se iludir mais tanto não significa deixar de sonhar com dias melhores (pra sempre).

6 Comentários:

  1. Eu me esqueci de fazer essa bendita lista no ínicio do ano e me lembrei somente 2 semanas atrás.Sim,sei que o ano está acabando,mas nunca é tarde para alterar as coisas que não nos fazem bem e realçar as que nos fazem.Eu sou louca por listas,há períodos em que faço todos os dias e embora eu abomine rotina,não me contenho e amo riscar os itenzinhos das listas.Apesar de ter feito a lista quase aos 45 do segundo tempo,posso afirmar que estou muito bem!

    ResponderExcluir
  2. Esses dias na aula de inglês, fui questionada sobre a tal resolução/lista.
    "Desculpa, n faço mais."
    'Como assim, nada?'
    "Não."
    Freedom ! haha
    Acho que os projetos, sonhos maiores mesmo, nos acompanham todos os dias, nos pensamentos, conversas, escolhas. Me permito fazer listas semanais, pra manter o foco e tal. Mas aquela antiga de ano novo ? "Larguei de mão e n me arrependo." Tô contigo;) ahueio. Beijo, querida !

    ResponderExcluir
  3. Eu nunca fiz essas listas de começo de ano... até pq do jeito que eu sou nem iria seguir! hahaha
    "Viver o aqui e o agora" é beeem melhor! ;)

    ResponderExcluir
  4. adorei o texto Mei
    sem falar que no final do ano qnd raramente conseguimos encontrar a tal lista, bate uma tristeza quando vemos que nada ou quase nada foi feito. auhsuasuhsa
    concordo com você que não precisamos dessas listinhas para guiarmos o nosso ano e fazê-lo ser melhor que o anterior.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Nunca fiz essa lista! Pois sei que nada a acontecer a risca, e planejar muito causa frustrações quando aquilo não acontece!
    Melhor mesmo é anotar o que se ganhou no ano e ver que no fim houve muito lucro mesmo sem a tal lista!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Mei, você e a Camila formam uma dupla sensacional, magnífica! Amei o texto: vocês possuem uma "HABILIDADE" fantástica em descrever algo comum, que as vezes passa até despercebido, como a listinha de afazeres de fim de ano que nós supomos querer cumprir! kkkkk
    Obrigada pelos textos, sucesso! :D

    ResponderExcluir