Calmila responde: Paranóias com a ex

9.27.2011 -


Bom dia Camila!
Primeiramente gostaria de lhe parabenizar pelo blog, seus textos são realmente demais!

Bom dia, e ei, muito obrigada!

Eu me identifico muito com o que expõe, em cada palavrinha escrita, em cada atitude detalhada, sou sua fã mesmo! Mesmo sem conhecê-la eu admiro muito.

Querida! 

E estou aqui para lhe pedir conselhos, ajuda.. Eu estou namorando um rapaz e está sendo tudo muito bom, é  meu primeiro namorado. Ele é muito especial, eu é que sou uma garota muito insegura. Ele namorou antes uma garota por cinco anos, e estamos apenas com 7 meses de namoro...

Pois então, vamos lá. Você está namorando e está sendo tudo muito bom. Ponto. É uma afirmação e tanto. Se está sendo tão legal, se você está feliz e ele escolheu a senhorita dentre tantas e tantas mulheres por aí no mundo, pense fria e racionalmente: há que se preocupar? Esses "apenas 7 meses de namoro" podem se tornar cinco, sete anos de relacionamento. Ou quem sabe para sempre. Por que não? É difícil mesmo acreditar em algo durável nos dias de hoje, mas acho que quando temos certeza do que sentimos, e do que o outro sente também pela gente, facilita um bocado. Como é seu primeiro namoro e ele já tem "um passado", a paranóia é normal. O que vale entender é que, se acabou, acabou. Se ele está vivendo o presente e sendo feliz com você, pra que pensar no que ele já viveu. É difícil, mas focar no presente ajuda bastante. 

Eu sei que as lembranças são muitas, não consigo parar de pensar nisso. Ele lembra muito do antigo relacionamento e às vezes, sinto como se ele não conseguisse esquecer tudo aquilo que viveu.

Poxa, mas ele não está sendo ótimo com você? Por que essa sensação estranha? Ele fala demais sobre? Vocês encontram a criatura? Enfim, caso ele ainda fale demais dela, é bom ficar atenta mesmo e ter talvez uma conversa franca sobre se ele está feliz sendo seu namorado ou ainda sente algo pela outra. Caso ele não fale, nem demonstra preocupante apreço pelo passado e esteja sendo amorzinho com vossa senhoria, o diagnóstico é quase que certamente de paranóia. Todas somos vítimas ocasionalmente, mas nada que uma boa conversa olho no olho não resolva. 

Lógico que não é fácil, afinal foram cinco anos. Eu seria injusta de pedir para ele esquecer de vez assim...

Seria nada. Pare um pouquinho, e pense, novamente: se ele entrou num novo relacionamento, e deixou você adentrar a vida dele, complicado que ele ainda não tenha esquecido a ex mesmo. Agora, depois que acabou o namoro e voltou à vida normal, ele tem que ter o coração totalmente vazio para que você possa penetrar com profundidade pelas terras já habitadas dos sentimentos dele (ficou meio cafona, mas é mais ou menos isso mesmo. o amor é cafona). Ele tem sim, que ter a esquecido. Caso isso seja evidente e ele diga que não a esqueceu, dê um tempo a ele, fique uns dias longe, para que ele veja se não a tirou da cabeça mesmo e não tem jeito ou não é tudo mera fantasia que o pensamento dele criou. 

Lembranças são inevitáveis, mas é como se deixasse me abalar por isso. Estou ficando cada vez mais insegura e psicótica na relação. Não gosto de demonstrar isso pra ele, mas não sei o que fazer, o que pensar...Está difícil!

Tenho certeza que isso se intensifica em tempos de TPM. Por que? Porque me conheço bem, e imagino bem como deva estar sendo. Como disse, converse. Exponha isso, por mais "feio" ou "doentio" que possa parecer. Diga de uma maneira que faça parecer plausível, com ternura e delicadeza nas palavras e no olhar, estampado. Como também já falei, caso ele ainda goste da antiga, se afaste. Por você, pelo seu amor próprio, e para dar um tempo a ele. Se ele disser que nada sente por ela, fique feliz. Homens raramente mentem com destreza. Você verá, falando conectada aos sinais, olhos, jeito do moço a resposta para se paranóia existe, ou não. Pela voz, pela calmaria (ou nervosismo, vai saber). Além de ver, sentir.


Desabafei não é?! Mas é isso. Obrigada desde já pelo conselho que sei que será verdadeiro e sincero!
Grande abraço e muuuuito sucesso em sua vida!

Muito obrigada, guria. Boa sorte para ti! Extirpe de você toda e qualquer paranóia, cultive a sinceridade e faça bom uso de cuidado ao conversar. São dicas que soam banais, mas fazem toda diferença. Beijoca!

Quer enviar sua pergunta, dúvida ou afins idem? Joga pro camilapaier@gmail.com e é só aguardar!

5 Comentários:

  1. Nossa, tá aí uma coisa complicada. Estar num relacionamento e viver sendo assombrada pelo fantasma da ex. Inevitávelmente acontece, mas como a Camila disse, vc tem que viver o seu presente com ele, aproveitar cada momento, afinal a escolhida é vc, e faça com que isso seja eterno enquanto dure.

    ResponderExcluir
  2. É, muitas vezes o passado (seja ele obscuro ou nao) do outro acabam assombrando a gente...mas é aquela história: "o que passou, passou" e se você está começando uma nova história, um novo capítulo na vida, não pode tomar como base ou ficar especulando as páginas anteriores...tem que ser criativo e ter a segurança de que "a história da vida" se escreve sem olhar pra trás, sendo espontâneo, e não tão racional, frio e calculista :)
    ótimo assunto...
    ótimo exemplo da nossa amiga anônima e excelentes conselhos da nossa querida Camila Paier...novamente, está de parabéns!

    ResponderExcluir
  3. hehehhehe
    Muito legal a dica, aliás vc é ótima conselheira, já te disseram isso?
    bjOus

    ResponderExcluir
  4. Conselheira amorosa!! *_*
    mas esse assunto aii, é complicado mesmo. as vzs nem é a EX namorada que nos tira o sono e as certezas, ah sei la, ciume bateu aqui.

    pois é pois é, coisas de relacionamentos... cada um que se entenda com o seu.

    ResponderExcluir