Herói

8.11.2011 -

Nem Capitão América, Super-Homem, ou Lanterna Verde. O meu herói favorito apareceu na hora certa antes que desistisse eu de acreditar que podia ser mocinha e salva desse tédio todo que era a minha vida sem a adrenalina que ele trouxe junto que é gostar com correspondência certa e remetente exatos: aos poucos, os dois. Simétricos em sentimento, desiguais em quase nada. Daí que surgiu ele sabe-se lá de onde pronto para resgatar a minha felicidade e a parte colorida desses meus dias que são normais quando não tem tanto dele, e perfeitos, quando ele aparece ao vivo. Talvez justo quando fosse eu cair naquele clichê das meninas infelizes que não encontraram quem valesse a pena - mesmo penando a procurar, há tempos na busca - e se desbaratinam desvalorizadas, adquirindo prontamente aquela atitude-masculina-clichê-promíscua em troca de direitos iguais que na verdade não existem, não no mundo de hoje, não na sociedade em que vivemos. Sabemos também: é vazio. Voltam pra casa mais incompletas, menos mulheres e totalmente vazias, querendo apenas ter quem as tire do limbo que deve ser fingir gostar de ter vários, mas na verdade mesmo, não possuir nenhum.

Ele é quem tem tirado o risco que tenho na metade do nariz do mundo artificial das maquiagens, captado meus brincos e tarrachinhas desses chãos pisoteados por aí com seu olhar observador e servido meu prato acatando aos "mais" ou "pouquinho" ou "não tanto" que mio da cadeira ao lado, quando a missão se resume em matar a fome (ainda não a do mundo, mas a nossa) - e que ele, claro, cumpre mil vezes melhor e em maior quantidade que a senhorita que aqui redige. Sem nome complicado, ou alusão à animal (raposa, quem sabe?), mas apenas aquele apelido que chamo e se resume em apenas uma palavra, diminutiva do seu sobrenome, e meu diagnóstico do mundo como um local a ser habitável, sem medo dos enormes perigos e riscos aos quais sucetíveis estamos diariamente. Nada de capa voadora ou roupa justinha: é você com a camisa do trabalho, ou algum dos moletons do seu cabide - que mais parece árvore, aos meus olhos embriagados - quem livra o mundo de ver apenas o que é feio para de repente avistar ali a sua beleza despreocupada, e ainda assim presente.

Nem nave, teias que conectam prédios ou batmóvel, mas que quando você liga pra que eu desça porque está chegando e eu espero alguns minutinhos, vale a pena: que quando o seu carro para o cenario se transformar gradualmente no único lugar onde eu sei que realmente estou segura e salva do caos urbano que tenta nos engolir. Continue sendo ele o meu motivo maior pra rir no meio de uma ou outra desgraça que apareça no meio do caminho, prossiga sendo o único herói capaz de espantar lados ruins, neuras e sintoma de estabilidade. Voe apenas sobre quatro rodas, me tire do sério para me elevar ao nível de mansa e nada feroz quando ao seu lado. Que ele capte as frases desconexas que falo enquanto durmo, cuide para que qualquer possível gripe que se anuncia corra pra longe, abra aquele sorriso depois de alguns segundos de silêncio para que eu sorria um pouco também. Meu herói favorito tem o dia atribulado, me vê quando pode, e ainda assim, me livra de tudo quanto é mal.
O seu silêncio primeiro aumenta minha loucura, apenas para depois, logo na sequência, com o seu abraço extirpar qualquer vestígio do que possa realmente me enlouquecer – e não seja charme ou um drama à toa.
Meio que por telepatia, muitas vezes lê o que penso ou faz justamente o que eu imaginaria ser perfeito. É nessa sintonia que talvez ando precisando tanto ser salva e solta desses tantos apuros, e de repente, me apareceu e tem surgido para me surpreender quem me isente de qualquer possível infelicidade. Quando quiser, assim que precisar, quando perto do nocivo: que eu o chame. E eu que só digo: lindo, lindo, lindo.

17 Comentários:

  1. Felicidade né flor?

    Que essa perpetue.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Nossa, tirou as palavras da minha boca. Esse texto disse exatamente tudo, perfeito.

    ResponderExcluir
  3. Que saudade dos seus textos Camila.. sempre surpreendendo. Que a felicidade reine não só hoje, mas, sempre :D

    ResponderExcluir
  4. Que lindooo, adoooro! Adorei mesmo o texto, Camila! Eu que espero ansiosamente por suas postagens... Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Eu, por imaturidade, perdi alguém assim. Mas ler um texto desse, revive o sentimento de que nem tudo está perdido neste mundo , que a qualquer momento o mundo pode estar ainda mais ao nosso favor e nos presentear com algo tão magnífico. Que a imaturidade nunca mais faça parte. Espero ficar, em breve, demasiadamente feliz e apaixonada da mesma forma que você está. Que a cada dia vocês se completem mais e mais, que seja doce e feliz, que seja mágico e simples, felicidade pra ti, :* fica com Deus

    ResponderExcluir
  6. Oi, tem um selinho pra você no meu blog! bejus

    ResponderExcluir
  7. ô Camila, vocÊ sabe como eu torço por sua felicidade e deve imaginar o quanto leio este texto alegre.
    Que seu lindo continue te salvando de todos estes apuros, que te acompanhando um pouco, dá pra perceber.
    E que vocÊ, mocinha do filme , retribua sempre, com direito a beijo de 'spider man', até de ponta cabeça. =)

    Lindíssimo o texto.

    ResponderExcluir
  8. Ai como a vida fica linda e leve quando nós nos permitimos ser felizes...
    O mundo pode cair, é só escutar a voz, ou ver o sorriso, que tudo fica diferente.
    Tá sendo muito lindo por aqui, e vejo que por aí também, hein? ;)

    ResponderExcluir
  9. Me identifiquei muito com o texto, assimilei ele ao meu relacionamento e à tudo que meu namorado me proporciona... Muito bom ele viu, perfeito, lindo !

    ResponderExcluir
  10. Apaixonante! O texto é claro! rs.. Você escreve perfeitamente Camila! Parabéns!..

    ResponderExcluir
  11. Muita muita felicidade, calma, sorte e amor guria!
    Obrigada por me fazer lembrar que apesar das dificuldades ainda assim : que "continue sendo ele o meu motivo maior pra rir no meio de uma ou de outra desgraça que apareça no meio do caminho"
    Parabéns pelo texto :)

    ResponderExcluir
  12. Eu to achando tão lindo tudo isso. Você apaixonada, seus textos transbordando bons sentimentos, aquela feniletilamina quase vazante.
    Que isso perdure, porque você merece!

    ResponderExcluir
  13. Por mais que eu já tenho lido várias vezes quando tu diz que não tranpassa nos texots a tua realidade, não adianta.. Essa tua felicidade contagia todo mundo =) Fico feliz pelo momento abençoado que tu vive e por mim, que ganho uma maravilha dessas pra ler...

    ResponderExcluir
  14. Eita nunca mais tinha comentado... mas...

    "é o amoor que mexe com minha cabeça e me deixa assim..."

    hahahhaa

    Mto bom saber que vc esta feliz e que finalmente arrumou teu heroi...

    Um bj minha qrida!!!

    ResponderExcluir
  15. que lindaa, toda apaixonadinha. heheh! torço muito por ti. e espero, um dia, poder sentir isso por alguém. bejosss, bom fim de semanaaa.

    ResponderExcluir
  16. Lindo, lindo mesmo! Que coisa mais amada, encantador todos esses teus textos in love, que seja eterno sua linda. beijinho

    ResponderExcluir