Tranquilidade

6.06.2011 -

Milagre é que você me veja como pessoa calma. Eu, que desde sempre fui acometida pelos caprichos do imediato, que satisfazia aos mais urgentes desejos próprios, de cabeça baixa - porém, sem graça -  concordo. Puro aprendizado, ou quem sabe manha, feitiço, veneno, algum toque seu? Vai saber. Bem verdade que tenho deixado que a paz se instale. Quase não a dirijo a palavra ou detalho sua estadia; a dei o vasto espaço que ser transitória e ver de tudo mas nada possuir ocupava aqui, internamente. Se veio esse estado de serenidade atual, chegou ao mesmo tempo seu. Ou será que é mesmo você esse lugar pra onde eu quero que as horas corram e eu encontre de uma vez; e se arrastem, enquanto beijo tua nuca, me sinto protegida com o seu braço em torno da minha cintura, compartilho silêncios que não ferem nem agitam, apenas compreendem? Só pode ser.

Caminho pelas ruas captando cada cena exata, em stop motion, desse pouco que a gente tem um do outro, mas que deixa sorrir quase uma semana inteira. Com aquela saudadezinha que sufoca e incinera por dentro, mas afogamos do jeito que dá. Por mim, todo dia captar um pouco dessa sua tranquilidade linear - como não são as ruas da cidade, já te disse (e minhas meias-calças bem conhecem) tomaria para si o significado da palavra perfeição. Exata. Que é assim que tem sido, e nunca comigo antes foi: espero por saber que virá, vou por saber sem medo nem culpa, muito menos dúvidas, de que é recíproco. De que planeta veio você, que mesmo tão diferente de mim pensa parecido, trouxe a tão ambicionada paz de espírito e me faz querer ficar admirando por momentos intermináveis, quem sabe para sempre? De longe, de certo. Mas que tem tatuado um pouco de azul espraiado, tranquilo, por cima da minha maneira selvagem de querer tudo pra ontem, pra já. Arquitetado comigo, além de planos de fuga, conversas sinceras e sentimentos semelhantes para que se solidifiquem, enraizem, no mais seguro dos caminhos se perca. Para ganhar.

Por isso moço, continua, vai. Falo enquanto durmo, me machuco com frequencia maior que as pessoas normais, de vez em quando me torno mesmo uma fera dócil de domar. Não me tira esse segredo de ser simples e desejar com calma, que é o DNA vivo seu dentro da minha existência. Rega essa harmonia sua agora já plantada aqui, só para quando florescer ter alguma chance de ser seu sossego também. Fica. De meia, de cara, com gripe e comigo. Que te cuido enquanto você desse seu poder sobre mim, me aquieta, sossega. Prossegue sendo a parte bonita em que eu esqueço o mundo dos instantes mágicos que a gente não pode deixar passar: valem mais que qualquer momento de charme em vão, já tão notável e descarada essa paixão que segue e cada vez é mais um pouco da gente. Mesmo com direito a todos os obstáculos do mundo, cada vez maior. Intangível.

22 Comentários:

  1. E me encontrar dentro dos teus textos, já é algo tão comum. Mas, não deixa de ser surpreendente e maravilhoso!
    Ai dona Camila, como a senhorita pode descrever tão bem esse sentimento que eu achei, ingenuamente, que só eu estava sentindo?

    ResponderExcluir
  2. Rega essa harmonia sua agora já plantada aqui, só para quando florescer ter alguma chance de ser seu sossego também. Fica.

    E mais um dentre tantos outros textos seus, que me encontro. E encontro aquele tal sentimento que habita meu coração. Aquela tal vontade de cuidar, e de ser cuidada.

    Simplesmente lindo.

    ResponderExcluir
  3. mesmo gostando muito de uma coisa, não sou de falar sempre.. mas há algum tempo tenho acompanhado teus textos e vou confessar que adoro! me identifico com vários! Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Nao sei como te parabenizar por esses teus textos, em meio a esse mundo corrido, louco e perturbador, vc consegue, escrever cada dia com mais perfeiçao, detalhes perfeitos, dessas vidas que vivemos, cada uma a seu modo, mas tao parecidas! PARABÉNS!
    Continue, porque suas leitoras te adoram cada dia mais! sucesso sempre

    ResponderExcluir
  5. Não adiante eu vir aqui, escrever um texto enorme e tentar te parabenizar por esse texto recém feito. Nenhum: parabéns. Será suficiente. Mas, lhe digo, meus parabéns Camila. É lindo, é simples, básico e com um conteúdo esplêndido.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Que semelhança!

    É ótimo ver nas suas linhas, o que eu sinto. Feliz de quem sabe o quanto é bom ter a ansiedade na semana, pelos momentos ótimos que o fim-de-semana tem, por mais simples que seja. Só de tá junto e querer bem.

    Lindo. Lindo. Lindo.

    Que seja eterno, enquanto existir.

    ResponderExcluir
  8. Camila! Peço desculpas por sumir taanto. Ás vezes(quase sempre) venho aqui te visitar e o blogger vem com uma pegadinha e acaba que nunca consigo deixar registrada minha passagem por aqui. enfim, saiba que estou sempre aqui e caso não comente, não é preguiça nem má vontade. rs

    Não é novidade que sempre nos identificamos contigo e tuas palavras. Digo por mim mesma,ultimamente estou meio perdida de mim e suas palavras trazem conforto e aos poucos me faz voltar ao quase normal que sou. rs

    Continue arrancando suspiros, faz bem. Pra nós e pra você também!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Mesmo que não esteja dividindo com vc esses mesmos sentimentos, me identifiquei.
    A gente sempre se identifica, né. Seja pelo passado que já foi ou pelo futuro que a gente imagina...

    Parabéns por mais um texto! Sou sua fã (:

    ResponderExcluir
  10. Tenho que assumir com um gosto supra-imenso o quanto fiquei encantada com esse texto,ou melhor,palavrinhas que juntas formaram um sentimento lindo!
    Sou tão passional e tenho a essa mania de ficar tão feliz pelos outros !E estou feliz por você estar sentindo essa coisa boa!

    Que na calma,na tranquilidade,tudo vá se tornando marcante e apaixonante!

    Viva ao amor querida Camila!hahaha

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Camila, que lindo esse texto!
    Fico muito alegre quando venho aqui em seu blog! E feliz por você, quem sabe, estar sentindo isto que descreve!
    Muitaa felicidade, minha querida!( e olha que só chamo de queridas aquelas que considero como mais fieis amigas!
    Você já é muito especial, já virou uma grande companheira, por mais que "cibernética", mas companhia de quase todos os meus dias! Suas palavras são lindas, seus textos, hipnotizantes, encantadores ! Beijoss :)

    ResponderExcluir
  12. Não canso de dizer que sinto cada palavrinha sua, lindo deeeeeeeemais guria! Tens um talento enorme e raro ;)

    ResponderExcluir
  13. Nunca sei ser assim...
    Ah Camila! Parabéns de novo! Cada texto uma delicia a mais pra se ler! Cade o livro com os melhores?

    Beijos,

    Juru


    http://juruzando.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Lindo texto, guria. Tu merece todas esses sentimentos bons. Torço por ti! Beijão e boa semana

    ResponderExcluir
  15. …e mesmo tão diferentes eles são quase iguais...

    ResponderExcluir
  16. e cada dia mais lindos hein Camila.. saudad de comentar aqui, mas leio, todos os dias!!

    ResponderExcluir
  17. Que esta tão almejada paz e tranquilidade se instalem no seu ser pra sempre,e em tudo que fizer!
    Não tenho palavras, de tão lindo que tá.

    beijos.

    ResponderExcluir
  18. Acho que ja disse o qto teus textos tem passado leveza e clareza de sentimentos, de sentir e querer bem. Ter e oferecer. Gosto mto, sempre! bjs moça!

    ResponderExcluir
  19. Uma linda, é isso que você é, amada. Tem como não ficar encantadíssima com esse texto? Não. Sortudo é ele, por ter encontrado uma pessoa que carrega em si uma sensibilidade tão linda, um coração que mais que o mundo cabe e sente. Sortuda você, amada, por estar vivendo isso com alguém que não deixa todo esse sentimento tão terno paralisar, mas que só expande, irradia; volta pra você também. Eu não quis te contar, mas desde os primeiros textos notei essa paz, que não te pesa. E só firmou em mim que tudo isso só tem força pra dar cada vez mais certo. Fico tão feliz por ti!
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  20. Que bonito, tu estás mesmo apaixonada. Que bom te ver vivendo isso e aproveitando, se permitindo todas as maravilhas. Boa sorte mais uma vez. Beijos

    ResponderExcluir
  21. Que gostoso, Camila! Bom te ver vivendo isso, e que esta tranquilidade perdure.
    Sabe aqueles textos que lemos e de repente o ar parece bem mais leve? Surtiu esse efeito em mim.
    Parabéns!!

    ResponderExcluir