Validade

2.13.2011 -

Com pasta de dente que promete progeter por 12 horas, e desodorante que não vence por 24, cadê amor que dure mais de uma semana? É incrível como sonhamos com amores adequados, de laços duradouros e juras de eternidade que realmente se cumpram, e nos pegamos saboreando com gosto paixões instantâneas prontas em minutos. Ou três dias. Fugazes, breves, estonteantes. Tal como fosse prolongada, sem calcular o peso do dia de amanhã, a medida drástica de se entregar sem exigir nota fiscal. Se não de felicidade, de alguma segurança. Capenga, ou até insegura, mas de cabeça erguida, sono leve e mente tranquila: é normal, é cabível, é viver a vida com intensidade e muita vontade. 
Aprendemos a conviver com a superficialidade quase que por ordem, nos fizeram aceitar ser a personagem frívola na vida alheia, sem amarras e maiores preocupações. No meio dessa confusão inexata, a qual chamamos carinhosamente vida, descobrimos até mesmo que pode ser saudável a liberdade extrema, que a paz é o preço desse contrato assinado sem nem ao menos ler as letras miudinhas logo abaixo. Nada dói, tudo passa, e amanhã é outro dia. O leque é vasto, e as possibilidades se ampliam em esbarrões de ruas, em informações pedidas, num elevador compartilhado, naquele barzinho de sempre. As opções nunca foram tantas. Esquecemos as pessoas em casa, nos contatos do celular e cada dia somos diferentes do que ontem éramos. Uma nova versão, atualizada a cada manhã. Tudo é forte e fugidio, avassalador e acometedor. Hoje atração, amanhã gestos apaixonados, depois de amanhã insegurança, na semana seguinte, nunca mais. Sumiço, desfechos entreabertos, brechas para o futuro; buracos para o passado. Qualquer dia, na casualidade, um outro encontro, novo tom de sentimentos, um enredo inovador praquilo que deixamos para mais tarde.
Em consumo, buscamos a durabilidade daquilo que hoje não dispomos, sentimentalmente, talvez. O incomum tornou-se totalmente capaz: normal é não dar certo. Comum é saber a hora exata de cair de amores, e saber o momento ideal de levantar com vida. Ser sábio é notar em cada pessoa que nos atravessa o caminho a validade do destino que carregam em nosso caminho. Desencontros de anos. Reviravoltas de meses. Namoro longo, casamento, separação. Dois dias, três noites, e os melhores flashbacks para toda uma vivência. Válido, na verdade, é saber discernir do que nos alimenta cada um desses que cruzam o caminho: é de paz interior, e integridade? Com gosto de índole, e inteligência, desenvoltura? É no paladar que ou somos ganhos, ou nos deixamos perder. Por entre beijos, romanticismos, surpreendentes atos. Nos acertos, quando o mundo mostra que cada vez mais, é um lugar errôneo. Nos erros que, ironicamente, aprendemos a cultuar. A grande verdade é que, o tempo corre, e é minguado. Esgotado, sempre. Se damos nosso melhor, um passo e tanto para a vitória. Em recorde temporário. Caso nos encontremos com o prêmio de consolação no colo, por entre as mãos ou ao lado em uma sala de cinema, a sensação é tal a de perder não por incapacidade, e sim, por falta de ocasião.
Bom mesmo é crer que o perecível, se finda na hora exata: quando sua legitimidade termina. Alimentados de mistério e liberdade, identidade e maturidade, é de relacionamentos perenes que merecemos nos deliciar. Quem encontrar a mina de ouro, o brinde para a loteria, ou o caminho mais curto para a felicidade estável, conte. Espalhe. Chega de páginas puladas, e capítulos desordenados. A melhor mágica é poder descobrir o outro a cada dia, e se surpreender; o outro que pode ser o mesmo. Facetas, defeitos, manias, singularidades. Observar com atenção, e reinventar constantemente. É de início, meio e fim que nossas historietas precisam - nada de novelas intermináveis, com arroubos de ventura e agudas tristezas. Que seja válido enquanto dure.

31 Comentários:

  1. É incrível como meus relacionamentos não passam de uma semana...

    ResponderExcluir
  2. Quando eu penso que tu já me surpreendeu o suficiente, tu vens e escreve um texto como este.

    "É de início, meio e fim que nossas historietas precisam - nada de novelas intermináveis, com arroubos de ventura e agudas tristezas.
    Que seja válido enquanto dure."

    A única coisa que eu tenho desejado últimamente é isso, que seja intenso e válido enquando durar.
    Porque como o título do texto ja disse: os relacionamentos de hoje em dia tem validade, vencem. mas espero que o meu vença no tempo certo! rs
    E torço para que tu encontre um que não vença, pois tu merece!

    Beijos
    Lindo texto!

    ResponderExcluir
  3. Que teu dom de escrever não tenha validade nunca. Para podermos nos deliciar sempre com palavras tão lindas e que nos inspiram tanto, nos fazem parar pra pensar se estamos no banho maria ou vivendo intensamente como deveríamos.
    Camila, parabéns por mais esse texto PERFEITO.

    ResponderExcluir
  4. nada de novelas intermináveis, com arroubos de ventura e agudas tristezas.

    É só isso que eu quero, é pedir demais? ;\ Adorei o texto, como sempre. Beijão guria, boa semana.

    ResponderExcluir
  5. Vc deve me conhecer, só pode!
    Mariana

    ResponderExcluir
  6. Camila, acabo de ler agora um dos seus melhores textos - se não o melhor. Descreve exatamente o meu momento, meu pensamento e minhas necessidades. Define exatamente a maneira certa de encarar cada situação. E faço das suas palavras as minhas "Que seja válido enquanto dure".

    ResponderExcluir
  7. Camilaa...
    Eu tbm amooo cor de rosa!!! rs
    Obrigada pelos comentários no meu blog..
    Nunca deixo de passar no seu..
    Quando criança, eu jurava q um dia seria escritora, assim como você.. Textos lindos e sinceros!!!
    Mas acho que Deus não me permitiu esse dom...
    Sou melhor em outras coisas do que em escrever..
    Já fui muito boa, confesso!!
    Amigas minhas pediam p eu fazer cartas de amor para seus namorados, ou quando alguém queria se reconciliar com alguém, eu sempre ajudava...
    Mas hoje, minha mente enferrujou...
    hihihi
    Admiro muitooo seu dom!!!
    =D
    Boa semana p vc lindaaa!!!
    ;*

    ResponderExcluir
  8. É filha, hoje em dia é tudo "fas-food", até mesmo o amor..


    mas eu ainda acredito em início, meio e fim enquanto a maioria só acreditam no fim!

    bjs

    ResponderExcluir
  9. Disse tudo!
    Sem mais.
    Beijos meus e uma ótima semana

    ResponderExcluir
  10. Eu acho incrível a tua capacidade de assimilar coisas do nosso dia-a-dia com o amor.
    NUNCA na minha vida que eu ia pensar que validade tinha haver com isso.
    muito lindo...
    e é engraçado, é tudo o que nós procuramos e ás vezes passa desapercebido.
    Ás vezes até desperdiçamos oportunidade que a vida nos dá por não prestarmos atenção na nossa volta..
    E esse teu texto tá muito lindo!
    Parabéns flor ♥

    ResponderExcluir
  11. Flor, eis mais um texto perfeito!
    No mundo de hoje tudo é tão superficial, breve. Ama-se com a mesma rapidez com a qual se deixa de amar.
    Entretanto, creio que cada experiência que passamos serve para nos aprimorar e nos ensinar sobre como viver.
    E que todas nós consigamos um amor que não vença, que fique, permaneça...

    Beijo!

    ResponderExcluir
  12. Um dos textos que mais fizeram juz ao " suspiro"! rs

    Sabe, que é tudo isso que venho pensando ultimamente,pensando no amor mais duradouro,cumplice que saiba se reiventar pra ficar mais forte,sincero!Amar a longo prazo,amar muito e muito,mas que dure bastante né?E como tenho pensado nisso! hahaha

    Por isso que gosto muito daqui, querida!Porque ao lermos nos identificamos,vemos um pouco do que já pensamos um dia,com uma roupagem toda sua e que dá um prazer imenso de ler!Nossa foi o maior comentário que já fiz! hahahaha

    É isso,esperando e esperando que vem esse amor. "Que seja válido enquanto dure"- e que dure muito!rs

    Beijão!

    ResponderExcluir
  13. Concordo, cada dia menos as pessoas se apegam no meio, não existe mais a ponto, agora é apenas uma rua que liga o inicio do fim, as vezes é rapido demais...

    ResponderExcluir
  14. todas os textos que escreve, sempre, sempre passa seja uma palavra, algo que a gente ja viveu, vive e que um dia poderemos viver.

    aaaaaamo de paixão o teu blog dona Camila *-*


    www.mariaanadebora.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Concordo e suspiro junto contigo Camila, desejando e admirando um relacionamento assim, especial pelas singularidades...e é incrível mesmo como muitas vezes nos deparamos com tantas contradições entre desejar grande e viver algo pequeno...que isso sim seja breve com prazo pra acabar e que infinito seja o que nasce pra ser contínuo e construtivo!
    Adorei teu texto! Bjs e bjs!

    ResponderExcluir
  16. Oi linda. mais um dos textos maduros que tu escreve. o mundo anda assim mesmo, e para nós que queremos fogos de artifício e coisas duradouras, chega ser normal não nos encaixarmos. ultimamente, acho melhor aceitar as coisas, curtir como dá, me entregar como quiser, seguir meu jeito mesmo com o mundo sendo louco. espero que você encontre alguém que te faça feliz, mas espero também que até lá a sua felicidade se mantenha presente. beijões migs

    ResponderExcluir
  17. A gente sempre acha que isso tudo é válido e inevitável,acabamos acostumados à esses relacionamentos relâmpagos.

    ResponderExcluir
  18. Então...acho que estou num grupo seleto...rsrsrsrsrs. Meu atual relacionamento tem quase cinco interessantes anos...

    Mas, concordo que isso tornou-se incomum. Pq será que anda tão difícil se entregar, viver uma história intensamente, sem tantas reservas e tals??
    Super concordo quando vc diz: "A melhor mágica é poder descobrir o outro a cada dia, e se surpreender..." esse é o segredo!

    Bj carinhoso.

    www.abobadacorte.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Não consigo me acostumar com esses amores de bom-dia, com essa superficialidade toda...

    Beeeijoos

    ResponderExcluir
  20. guria guria, como diz aqui em minha terra: - você estar arretada. rsrsrs
    Seus textos me surpreendem cada vez mais.
    E este posso dizer estar perfeito. Sabe as pessoas acreditam que viver intensamente significa se 'auto destruir'. Com relações fast-food, atitudes e palavras impensadas, vidas aparentemente felizes mas de perto vazias.

    ResponderExcluir
  21. Amor? Não sei quem foi que disse que seria eterno...

    ResponderExcluir
  22. Eu realmente gostei muito desse texto. Além da sua intuição tão destemida, assertiva, vejo aqui não apenas palavras mas reações que no cobrem e intrigam muitas vezes. Acho mágico como consegue descrever tudo o que nos assusta de modo tão doce. É bem assim que o mundo tem girado e ainda ficado parado, não só nos sentimentos. E para que não cede superficialidades, machuca ficar de fora do que de longe parece bonito, mas na verdade não é.
    Só espero que nosso momento certo ilumine caminhos honrosos também, para mim e para você. Caminhos que não remetem à frivolidade destes.

    Um beijo, Camila.

    ResponderExcluir
  23. hoje em dia é difícil para alguns vivenciar um sentimento que dure mais de uma semana. se não fosse esse superficialismo que existe .. seria tudo diferente.
    e mais uma vez você toca com suas palavras em nosso eu, fazendo com que nossa mente produza milhares de perguntas que só serão respondidas lendo o seu texto novamente. é simples e é incrível. parabéns :)

    ResponderExcluir
  24. Concordo plenamente. Nada é para sempre. Tudo tem validade e deve ser aproveitado.

    ResponderExcluir
  25. Que texto perfeito, guria! Disse a mais pura verdade. Devemos aproveitar o máximo, curtir enquanto há algo de bom.

    beijos!

    ResponderExcluir
  26. Acho que de todos os seus textos que já li, esse é o que apresenta maior maturidade. Ficou tão bem escrito, tão bem colocado! Também já estou cansada de pular de galho em galho, dá mesmo uma vontade de ser e pertencer a uma só pessoa de vez em quando.. descobrir mais do que a suerficialidade que estamos acostumados a lidar. Já passa da hora das pessoas deixarem a covardia de lado e aprenderem a se permitir, e se não der certo, a dizer, pelo menos, adeus! Amores sem desfecho são tão cruéis.
    Enfim, já estava com saudades de dar uma passada aqui, seus textos sempre trazem reflexões super válidas.
    E ah, não poderia deixar de comentar, adorei o novo lay! :)
    Beijo grnade, linda! :*

    ResponderExcluir
  27. Boa noite...

    tem um selinho para você no meu blog, passa lá para pegar seu presente.

    Bjs, Tata
    tatapalavrasaovento.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. "...É de início, meio e fim que nossas historietas precisam..."

    Nem início, nem fim.

    É de meio.

    A cada instante. A cada minuto. O agora. Já !!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  29. "cada dia somos diferentes do que ontem éramos."

    Verdade!
    E se não podemos prolongar os amores então "Que seja válido enquanto dure".

    =)

    ResponderExcluir
  30. Nada de se preocupar com o tempo e esquecer de viver e aproveitar. Ao máximo.
    Muito bom o texto

    ResponderExcluir