Regrada.

11.10.2010 -

Pouco importa se você ainda existe. Na verdade, é isso que eu tenho que dizer, e tentar acreditar a todo custo. Parte de um discurso que não sei se me pertence, mas pedem que decore. Luz, câmera, inanição: fraquejo. Enfraqueço para me fortalecer. Onde antes eu era pura ação, e zero imobilidade, hoje vejo meu pequeno crescimento em conseguir me controlar, e deixar de agir para que comigo ajam.
Melhor não ter um colapso se sei que alguma amiga te viu almoçando em teu lugar predileto, muito menos pensar longe quando ver no estádio de futebol lotado qualquer cara com o seu nome estampado atrás da camiseta - são tantos; ou pior, teu mesmo apelido. Nem fantasiar ao ver um carro idêntico ao seu, nas ruas aguardentes da metrópole, e que você poderia me salvar dos coletivos encharcados de gente me transportando quem sabe pro céu, na sua loucura automotiva (ou mesmo pro seu apartamento).
O que têm me ensinado as pessoas de bom senso muito maior que esse meu, fragilmente indecente, é que foda-se. Que se dane esse seu arrependimento que talvez nem exista. Toca todos esses sinais na fogueira, e deixa queimar, que agora você tem o poder da sua vida nas mãos, e o futuro é logo ali em frente, à direita depois da rotatória. Dois convites de viagem, algumas possibilidades de romance. E você ainda quer parecer abobada ou louca frente aquilo que não te alimenta por tempo suficiente, e sempre te faz ainda mais obcecada por respostas? Ajeita essa postura, cuida esse comportamento, que seu potencial é de aristocrata de si mesma, menina. Arriscar no fantasmagórico não te dá medo e faz arrepiar, não? Sei que faz. Nada de sentar no meu barzinho irlandês e olhar pro outro lado da rua, na esperança fracassada de tentar ver você com seus comparsas, despreocupados. Deu de bancar a fênix pra cair no fundo do poço, e renascer surpreendendo à todos que desatentos estão. Foge desses amigos em comum que insistem em te fazer perguntas de como ele está, se nem ao menos você sabe. Deixa de ficar olhando todos esses horóscopos que te dizem pra seguir o coração, e não ligar pra opinião alheia. O mais surpreendente nisso tudo? Liguei o foda-se e deu ocupado.

27 Comentários:

  1. Zangado, revoltado! apoiada! mas o foda-se não atende. como fazer? como não se importar? não sei, quem se importa, algo ainda sente, talvez saudade, afeto, raiva, ou vontade por alguma explicação. é um saco, mortifica nossos dias, mas essa revolta sua é gostosa de ler. adorei! beijão e que o mané é que se foda :)

    ResponderExcluir
  2. iiiih amiga (intimidades*)
    aconteceu o mesmo cmg :s
    to tentando ficar bem, e mostrar que não ligo, queria dizer o foda-se pra ele tb. mas ta dificil ;/
    mas a gente consegue né ;]

    ResponderExcluir
  3. "Pouco importa se você ainda existe. Na verdade, é isso que eu tenho que dizer, e tentar acreditar a todo custo." Toca aí, eu te entendo. Haha. :( O importante é ter fé, né? De tannto reppetir, pode ser que a gente acabe acreditando. hehe! Um beijo girl, cuide-se.

    ResponderExcluir
  4. Ligar o foda-se e dar ocupado é meio foda, né não?

    ResponderExcluir
  5. Camila, seus textos são demais! Uma pitada de pimenta, haha. Falando em horóscopo - particularmente eu acredito super - nos últimos 6 meses que leio meu horóscopo ele me diz a mesma coisa: Abra os olhos pois uma pessoa especial está por perto. Aí eu penso: Meu Deus, faz 6 meses que essa pessoa especial tá por perto e eu não acho? Estou precisando de óculos então, shit. Haha, enfim. Ultimamente tenho ligado o foda-se, mas não tem adiantado muito. De qualquer forma, adorei o texto, e estou seguindo o blog. Beijão :*

    ResponderExcluir
  6. Ainda tô procurando a receita de não me importar, de não me ferir com essa ansiedade que me consomeee!
    Preciso mais de mim, e ligar o foda-se bem ligado pra ele e pra todo o resto que insistir em me atormentar!
    Adorei *--*
    Beeijo ;*

    ResponderExcluir
  7. "Arriscar no fantasmagórico não te dá medo e faz arrepiar, não? Sei que faz."

    Sabe o que eu mais gosto em ler os blog por aí ?
    é que a gente acaba conhecendo os sentimentos de quem tá super longe, mais até de quem tá perto! E acaba se sentindo íntimo de um desconhecido.

    Gostei daqui. beijos!

    ResponderExcluir
  8. Ah Camila sei muito bem como é essa situação.
    Tudo nos faz lembrar do tal sujeito e quando não é algo que nos lembra é algum conhecido em comum que vem nos perguntar como anda o tal, e assim volta lembrança.E a pior coisa são esses arrependimentos que nem mesmo sabemos ser verdadeiros.

    A melhor opção realmente é ligar o foda-se e é isso que tenho feito de uns dias pra cá.

    Super me identifiquei com texto.

    bj!

    ResponderExcluir
  9. Senti que as palavras era ditas para mim...
    E o foda-se sempre ocupado e eu sempre fingindo estar ligado ;/
    beijos.

    ResponderExcluir
  10. Menina eu realmente amei esse final
    Mto bom seu texto, como todos sempre
    amei! Isso mesmo, está certinha em td q escreveu

    Beijosss e otimo fim de semana

    :D

    ResponderExcluir
  11. Fazia um tempinho que não passava aqui. Que vergonha!
    Bom, continua bem como sempre. Alías excelente guria.
    Nem vou parabenizar pelo texto, sem clichês por hoje hahaha.

    Pouco importa se você ainda existe. Na verdade, é isso que eu tenho que dizer, e tentar acreditar a todo custo.

    E demora para acreditar né? =(

    Beijão.

    ResponderExcluir
  12. Adoro muito o que escreves ,
    obrigada muito pelas suas palavras em meu blogue.

    É por vocês que eu continuo por aqui!

    ResponderExcluir
  13. A verdade é que a gente pode SABER que o melhor pra nós é acreditar da mediocridade que ele tem. Mas não: a gente naõ QUER.

    E isso é o que guia nossos olhares despreocupadamente rpeocupados, com as possibilidades de encontro.
    Expectativas? Muitas.
    Em vão.

    A fênix que somos pede aposentadoria: pede que, se possível, não tenha mais que se encontrar em cinzas.


    =*****

    ResponderExcluir
  14. "foda-se. Que se dane esse seu arrependimento que talvez nem exista."

    Isso mesmo guria, se tu acha que não é real o arrependimento, que não vale a pena voltar atras, ligue o foda-se e vá ser feliz!
    Ame a si mesma antes de tudo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Nao gosto de regras. Gosto de quebra-las e assim ser uma pessoa muito melhor.

    beijos

    ResponderExcluir
  16. Às vezes dá raiva da gente porque a gente quer uma coisa e acontece outra :s

    ResponderExcluir
  17. Ai, como é difícil...
    mas uma hora dá!!
    beeeijoos

    ResponderExcluir
  18. Colocamos para fora para lermos e talvez assim acreditarmos! E às vezes está tão límpido e mesmo assim não enxergamos que algumas coisas tendem a findar realmente. Mesmo que fiquem bambas, ainda amarradas em alguma recordação. Quando chega aquela época/estação tão falada e até desejada por ambos, o filme que saiu ou a música que combinaram de dançar; muitas lembranças que quando nos arremetem a ausência, pensamos e em silêncio perguntamos 'ele também lembra disso?'. Mas não, homens são práticos; o idealismo só é composição em nós, mulheres que floram hormônios na pele. Mas de tudo que aprendi, o que ficou foi que quando eles querem, realmente querem, alguma coisa, lutam sim. Correm atrás. Enquanto nós, camuflamos todos os sinais que demonstram que já é a nossa hora de centralizar o fim, que no cartaz amba um pouco bambo. É essa tal de esperança

    ResponderExcluir
  19. Que texto PERFEITO! Sério, é um dos melhores textos que você já escreveu. Realmente disse tudo, e esse final, nossa, ficou maravilhoso!
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Que perfeição!!!!! Me identifiquei com cada letra! muito bom mesmo, parabéns! se puder dar uma passada no meu blog: http://amargo-emeio.blogspot.com/

    Beijoos

    ResponderExcluir
  21. Camila, querida! Adorei o texto. E a melhor coisa a ser feita é ligar o foda-se. A vida segue. E somos fortes o bastante para superar essas coisas. Um dia passa.

    Beijos, guria! Tu arrasa!

    ResponderExcluir
  22. O difícil é não ligar tudo à pessoa. Bem, pelo menos eu não leio horóscopo HAUSHAUUSHASHSU Acho.

    ResponderExcluir
  23. 'Liguei o foda-se e deu ocupado.'

    pior q eu sei como é isso.
    belo texto.

    sucesso

    beijos

    ResponderExcluir
  24. Fiquei longe por um tempo e senti falta de ler teus textos, vou ter que me atualizar por aqui. Ah Guria, tenta ligar o foda-se de novo, uma hora tu vai ver que vai dar. ;)

    Adorei, como sempre.

    ResponderExcluir
  25. "Ajeita essa postura, cuida esse comportamento, que seu potencial é de aristocrata de si mesma, menina."

    Colocou moral hein?!
    Hahaha
    Muito bom moça!
    BjO

    ResponderExcluir
  26. Ótimo texto. Quem nunca passou por isso?? Mas se deu ocupado..não desiste, não! A vida tem coisas melhores a sua espera! Bjks

    ResponderExcluir