O Mister Simpatia.

9.15.2010 -




Talvez você o tenha conhecido assim, no meio de uma dessas suas simpatias representadas. As dele, e não aquelas suas superstições de sair com pé direito, esconder o Santo Antônio na geladeira, ou fazer pedido às estrelas. Ele quer ser querido. Ele quer se agradável. Na verdade, ele quer ser popular. Ou - se possível - mais que isso. Esse tipo até costuma ser agradável, ter um papo legal, sabe do que falar, e o que nunca dizer. Faz rir até mesmo o mais mal-humorado dos seres. Exibe um sorriso sempre exemplar, daqueles de comercial de pasta dentária. E enquanto ele falava com você, com a sua amiga, você ia se sentindo mais e mais atraída por essa personalidade magnetizante, eletrizada, e que te fisgou. Quando olhou mais atentamente, ele nem era lá muito bonito. Era até bem vestido, mas nada gato. Recordando melhor, você foi se dando conta do tanto que riu, do quanto ele a fez sentir a melhor pessoa do mundo, a mais gostosa da festa, e que valia a pena dar uma chance. Marcaram de sair juntos. Só você dois, uma beleza. Atenção toda destinada à você, planeta, e ele satélite, rodando e agradando mais e mais. Apenas o celular, que toca uma, duas, cinco vezes. O moço atende, sempre muito atencioso, um gentleman, queridão. Você brinca com o guardanapo, desenha com as unhas na mesa da toalha, bebe mais um copo de suco, e o papo parece estar animado; promissor. Desliga o telefone, é melhor. 
Numa festa, combina de ir junto com vossa senhoria, a princesinha do rei dos contatos. Se em cinco minutos ele cumprimentar mais de cinco pessoas, pode apostar que o sonho secreto dele é ser coroado Mister Simpatia, e rei de coisa alguma.
Tudo vai de bom para maravilhoso, e ele é tão comunicativo, que cativa. Não só a você, como a sua inimiga, sua conhecida, e aquela sua vizinha de infância. Isso você só descobre depois. Tão ocupado, com suas modernidades e tecnologias, comunicação intinerante, mil amigos, centenas de grupos; companheiros de bola, colegas da faculdade, família distante e próxima, pessoal do trabalho. Até você conhecer todos, no mínimo dois meses. Saindo às vezes, entre tantas atenções que ele tem a dispor, você já está no lucro. Agenda lotada, e se você continuar por entre festas, anotações, reuniões, happy hours da galera, e causas ambientais, comemore. Só não diga que eu não avisei, que em meio à tanta agitação, você iria morrer de tédio. Porque ele se preocupa tanto em se manter em movimento, que esquece fazer você se mover junto. E a patética cena do garotinho se movendo com um urso no colo. Você, o bicho de pelúcia, inanimado. Ele, a criança serelepe, frenética. Apenas um aviso: aonde estão hoje, todos os bonecos e ursinhos de pelúcia que você ganhou? Se não na estante, foram doados. Quem sabe no lixo. Essa estrela solitária precisa de alguém com mais brilho que ela ao lado, pra que regule com normalidade. Do contrário, só irá ofuscar toda a sua beleza, sugar a sua agradabilidade, retirar todo o seu pique. Apenas com um sorriso de volta.

28 Comentários:

  1. É, não dá certo ser acessório desse tipo de homem!
    E haja seleção, se não sofremos mais do que agora!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. O pior é quando vc se dá conta, de que é apenas o ursinho de pelúcia dele, mas msm assim, vc qr continuar sendo... :/

    odeio caras assim, e o ruim é que existem aos montes!

    mt bom texto! (como sempre)

    beeeeeijos

    ResponderExcluir
  3. "Apenas o celular, que toca uma, duas, cinco vezes. O moço atende, sempre muito atencioso, um gentleman, queridão." Eu sei bem o que é isso.. haha! triste :( Adorei o post, me fez rir sabia? Beijão lindondad

    ResponderExcluir
  4. Barbaridade flor. Seu texto caiu como uma luva. Medida certa, encaixe perfeito. Descrição sem igual! Por que insistimos em perceber isso tão tarde, quando o coração ja foi roubado e está lá, largado no chão, todo esfarrapado? Como com a Caterine, me fez rir.

    ResponderExcluir
  5. é aquele negócio que sempre dizem.... os homens bons ou são casados ou são gays... então AUAHUAHUAHUAH


    bjaum!


    www.suportedamente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. O antigo e sempre sábio provérbio "Quem é amigo de todo mundo não é amigo de ninguém". A seletividade é necessária e ser acessório realmente não dá. Essas intensidades não profundas cansam sempre.

    =*

    ResponderExcluir
  7. Extrovertido, comunicativo, engraçado, alegre, bem humorado; o tipo que sempre sonhamos. Mas estou descobrindo que os mais queitinhos, são os meus preferidos!
    kkkkkkk
    Menos assedio!
    beeijo ;*

    ResponderExcluir
  8. Conheço esse tipo ai, haha. São complicados, os descreveu BEM, como tudo que escreve né.
    BeijO

    ResponderExcluir
  9. E é sempre desses caras que gostaríamos de ser o centro das atenções, como dito em outro comentário "pior que desses caras existe aos montes"..comunicativos demais, sorrisos demais, amizades demais...não há espaço pra alguém brilhar na vida deles =\
    lindo texto :)
    beeeijo!!

    ResponderExcluir
  10. Conheço alguns homens que tem esse perfil, graças a Deus não cai na lábia de nenhum ainda! rs
    É daqueles que são uns princípes , perfeitos, são muito solicitados e talz, isso não da certo! rs
    Ficar com homens assim não da, é melhor ir procurar chifre na cabeça de cavalo, da menos trabalho! rsrs


    Beijos guria!

    ResponderExcluir
  11. ser objeto não é nada bom =/
    principalmente porque a gente sabe que ursinhos de pelúcia são bonitinhos, mas sempre ficam guardados,e pronto. Nada mais, ás vezes você nem lembra que tem. Isso realmente é triste =/
    mas um texto lindo! *-*

    xeeeiro flor mais linda ;*

    ResponderExcluir
  12. Porquê que os homens são tão complicados heim?
    Affy

    Beijokas.

    ResponderExcluir
  13. Pois é...
    Não resisto a quem me faz rir. Mas isso não é o suficiente pra que dure. Ainda mais se o cara for desse tipo, bom em tudo ou quase tudo.

    ótimo. Como sempre! hehe
    BjO

    ResponderExcluir
  14. oooooooo vou te enganar não!!!
    homem assim é o óoooo, mas e quando o assunto são "amigas"? Sabe aquela que "acha e não faz questão nenhuma de omitir" que é mais bonita, interessante que voce? q onde chega "todos" os olhares são pra ela?
    Deus que ne livre de tipos assim!
    Tá faltando simancol!!!
    beijos

    ResponderExcluir
  15. A perfeição, a disposição a estar juntos e o sorrisos que ele nos arranca nem sempre é o bastante para sorrirmos sempre e sinceramente. :X
    Belo texto. Amei mais uma vez. Terapia.

    ResponderExcluir
  16. pra falar a vdd eu num curto mto homem assim nao, gosto de homens fortes e um pouco machoes (Nao machistas). Acho q essas coisas sao mais para mulheres

    bjsss

    ResponderExcluir
  17. flooor,
    li teu texto ontem. E ele me serviu de inspiração para uma resposta que eu dei hoje. Fiz até um texto sobre isso, mas coloquei seus créditos pela inspiração da resposta!
    super obrigada!♥

    beeeijos *.*

    ResponderExcluir
  18. esse texto me inspirou profundamente, floor! Confesso que já fui um planeta, daqueles sem vida alguma. Que vivia para o sol, vivia escondida e a espera do seu calor.
    Pena pra esses satélites, porque no fim, eles acabam solitários. A menos que a mulher não tenha amor próprio e rasteje até o fim, até o ultimo foco de luz.
    Acho que hoje sou adepta de pessoas discretas, no geral. Aquelas do tipo que sabem e até gostam de dividir o foco, de não serem o tempo todo o centro da atenções.
    Acho que pra um relacionamento, seja ele qual for, tem que ser assim.

    beijos!

    e mesmo não te conhecendo pessoalmente, sei que tens muita luz, uma luz própria e unica!

    ResponderExcluir
  19. Ser mais um contato do simpatia, e nunca ser o centro dele, é como orbitar una, periférica, em um planeta sem nome, com cor demais, mas sem cheiro, sem folhas, sem sensação alguma de vida corrente.

    É isso aí.

    Ser par, ser dois, não uno.
    Beijoo! *=)

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  21. Adorei seu texto, são poucas as pessoas, que conseguem falar sobre esse assunto, sem ser muito clichê. Volto sempre aqui.
    Estou te seguindo flôr.
    Beijos.

    clainnefelix.blogspot.com
    dá uma passadinha lá.

    ResponderExcluir
  22. gostei de ver Camila, bem criativo e bem escrito =) esse tipo é assim mesmo, cheio de amigos, cheio de gente na volta e com tanto, acaba deixando a sua parceira de lado, sem valor. talentosa você hein! beijões

    ResponderExcluir
  23. Nossa, imagina como deve ser difícil ser o Mister Simpatia! Imagina como os amigos dele sentem uma falta impressão de consolo, quando na verdade não têm ninguém D: E, no caso do ônibus, ele realmente cantou um refrão comigo (não com voz, mas com ritmo). Foi assustador e bonito. HUASHUSASHUASHS

    ResponderExcluir
  24. Resolvi fazer uma comunidade.. pra divulgar o 'trabalho' da Camila.. eu adoro os textos delas e acho que esse dom tem que ser admirado por mtas e mtas pessoas.. então, quem quiser ajudar a divulgar, é só add e repassar! :D

    http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=106473372

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  25. Belíssimo texto, flor!
    Parabéns sempre e sempre.

    ResponderExcluir
  26. Então, sabe toda minha saudade? Era por um tipo desse. O que me fazia falta era o quanto eu ria com ele, mas tinha todos esses contras no pacote. Mas passou, passou.

    Adoreiiii o texto.
    beijooooo floor

    ResponderExcluir
  27. Muito bom de se ler.
    Não sei até onde a personalidade do tema criado em seu texto é real, mas eu confesso que é mesmo um retrato de alguém cativante.

    E esse final é brutal, uma assinatura para o que está acima.

    Mas é a vida, temos que sorrir de algum jeito, sejam com lembranças ou com fogos de artifício inesperados! (o meu caso)

    ResponderExcluir