À luz da Lua.

8.18.2010 -



Te admiro.Você brilha aí, tão longe de tudo, de todos. Solitária. Não sente medo? Não, mas nem sinta: aqui em baixo as coisas são tão piores, que nem a vida melhora. Tem de tudo, de amor à ódio, de solidão à superlotação. Se bem que, se tratando do que falo, seu lugar é privilegiado. Assiste à casais românticos e suas juras eternas, poetas sonhadores e suas rimas fracas, algumas discussões que, depois de pazes refeitas, nem existem mais. Gente que chora, e te olha, como quem pede uma iluminação divina. Outros que dormem, e te ignoram, mas talvez porque hajam nebulosidades, nuvens, ou o eclipse. Por vontade própria, só com muita frieza para não notar esse seu brilho incandescente. Verdade, verdade.
E assistes à quase tudo isso, intacta em seu posto. Lugar de sentido. Se sente também sozinha? Alguns te visitam às vezes, és o sonho de consumo de outros tantos, mas acho que viver em você, ninguém vive. Meio como amor, que a gente tenta pescar e tirar a sorte grande, mas acaba por devolver ao mar sendo grande demais, muito pesado, ou incompatível com nossa voracidade atroz. Assim, que habita em nós, apenas o sentimento do outro. As lembranças de outras mentes. Isso seria então, amor. O que a gente sente, é então um presente ao próximo. E não tão suficiente assim, para nós mesmo. Você me entende, eu sei. São apenas visitas, e nada mais. Ficam umas almas, regressam outras, mas para sempre: nada. Nos entendemos só de nos olharmos, cumplicidade quase total. De sentimentos, irmãs.
Quando cansar, qualquer dia, troque comigo. Não sou assim tão branquinha, nem brilhante, mas faria um ótimo trabalhado sumindo quando me fosse pedido, e iluminando tantas emoções submersas. Apagaria quando necessário, ou então, contra minha vontade. Não escutaria as estrelas, eu sei. Seus egos imensos, e ataques de importância e mortes lentas, não são assim tão confiáveis. Apenas o mar como amigo talvez, os rios, as águas, que é pra não ficar completamente à mercê. Refletir neles deve ser uma beleza, um espelho de vivacidade. Bonito de se ver, estando dentro de tal fenômeno. Lindo!
Então, co-irmã, qualquer dia é só pedir, uma aviso basta. Ou que me transporte para o seu colo, sua luz, que me deseje um caminho seguro e então, iluminado. Por você, por alguém aí de cima. Te ver já me acalma e manda mensagens quietas, pensamentos reveladores; nem mesmo eu imaginava existir nos rios aqui de dentro. E que me encontre, ou ajude, nesses dias de insônia sobretudo, me tire a inquietação que é natural - mesmo que, em sonho. Arrivederce, lua.

23 Comentários:

  1. Que perfeitoooooooo esse seu texto sobre a lua. Ameiiiiiiiiii.
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Tenho a impressão de já ter lido esse texto, é um repost?
    A lua é realmente linda, mas tenho que dizer que as estrelas sempre me encantaram mais, cada uma a sua maneira.

    =*

    ResponderExcluir
  3. Menina, eu te avisei sobre o selinho que eu repassei para seu blog? Ai meu Deus...hihihi

    O selo (2º SELINHO) está na coluna da direita do meu blog.
    Vai lá e pega.
    beijo e um queijo.

    BLOG NaNnA BeZeRrA

    ps.: troquei o "comentários" por "suspiros" que nem vc! hihihi

    ResponderExcluir
  4. Que lindo!
    Acredito que muita gente compartilha essa vontade, algo como estar mais próximo da lua se sentir assim.
    Soou-me como uma declaração, uma melodia, tamanha admiração!

    ResponderExcluir
  5. Nossa.. eu fico quietinha quando fico lendo os seus textos..!ah.. Nem torço pelo Inter, mais antes um time do Brasil do que um de fora ganhar ne? hhehehe
    beijooooo

    "Te ver já me acalma e manda mensagens quietas, pensamentos reveladores;"
    Lindo Lindo

    ResponderExcluir
  6. Linda sua introspecção. Junto à lua! Para a lua!

    Irmãs da lua, isso que nós insones sabemos ser.

    Um beijo! *=)

    ResponderExcluir
  7. Eu bem queria ser como a lua, ficar só observando tudo de longe e a brilhar!

    Lindo texto, como todos que tu escreve!


    bjos

    ResponderExcluir
  8. Que lindo, guria!
    Também sou admiradora da lua. Converso muito com ela, como quem pede conselhos, alguma iluminação, um rumo, sei lá...

    Gostei muito do texto!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Eu também tenho mania de imaginar como deve ser lá, se existe solidão e tal..
    Olho pra ela todas as noites, nem me canso de admirar. As pessoas acham que sou meio doida, de tanto que olho pra ela. Haha
    Lindo texto!
    =)

    ResponderExcluir
  10. fantástico esse texto!!!
    tua criatividade não tem limite....
    adooooooooooooooooro!!!
    bjok

    ResponderExcluir
  11. Lindíssimo.Espero um dia ser que nem vc ,ou chegar próximo a isso.Escreve muito bem,palavras perfeitas que sempre se encaixam e tornam a leitura suave,flui com facilidade.Me encanta.
    A lua ? AH, minha eterna conselheira.Percebi que não só minha.
    Bjks Camila.

    ResponderExcluir
  12. Guria! Impossível, mesmo, não se encantar com a grandeza e beleza da lua. E como tu, e acredito que muitos outros, indago como pode ser, ser bem como ela. Poderia ser bom trocar de lugar com ela de vez em quando. Conhecer aquela paz e serenidade calada que ela expõem. Tuas palavras como sempre lindas e muito bem colocadas! Demais! Beijos flor.

    ResponderExcluir
  13. Esse texto me lembrou uma musiquinha que minha me cantava. Falava que lua viria me buscar *-*
    Que Deus abençoe cada vez mais tanta criatividade, rs.
    Parabéns!
    Ah, dia desses li uma frase tua no twitter, onde tu disse que alguém, nn lembro ao certo quem havia comentado que seus textos nn teriam o mesmo sabor se tu namorasses.
    Bem, poderiam até nn ter o mesmo sabor, mas tenho certeza que seriam tão incríveis quanto agora!

    beijos e um bom fim de semana ;*

    ResponderExcluir
  14. Parabéns Garota... Gosto muito dos seus textos, comecei com o blog faz pouco tempo e uma amiga me mandou o seu, me encantei.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  15. ah eu sou muito²²² fã da lua *_* assim como dos seus textos, de você Camila. texto muito doce esse, sincero, do peito. beijos

    ResponderExcluir
  16. Me sinto bem ao ler os seus textos, são lindos e tão sinceros.

    Beijo

    ResponderExcluir
  17. Camila, seus textos são maravilhosos! Sem mais.

    ResponderExcluir
  18. Que lindoo o texto, adoreii.. Amo a lua também, mas admito que tenho uma quedinha maior pelas estrelasss.. hehe! Beijo guria

    ResponderExcluir
  19. Tantos misterios envolvem nosso satelite. Ela que tanto pode ajudar um coração ferido, como pode ser plano de fundo pra um linda cena de amor...
    Ah, a nossa lua! Sempre tão encantadora....
    beeijo *--*

    ResponderExcluir
  20. Ai que lindo Camila.
    Te admiro exatamente por saber usar tão bem as palavras e me fazer enxergar coisas que eu jamais me perderia a tentar: a exemplo da nossa lua e em tudo o que ela possa sentir lá de cima.
    Adoro tuudo o que escreves, vc bem sabe!

    P.s.: Andei bem sumida. :/
    Falta de tempo, sabe como é né? Mas já estou atualizando a minha leitura aqui. ;D

    Beijo grande querida! ;*

    ResponderExcluir
  21. Um fato importante: Sou completamente apaixonada pela lua! E esta semana mesmo, quando ela na sua mais bela fase Crescente, quando pra mim, ela abriu um imenso sorriso, pensei: Cara, eu preciso escrever sobre você, pra dividir com todos a minha paixão por ti, e minha admiração por tua beleza!
    E agora me vejo aqui, descobrindo teus textos mais antigos, e vejo que tu também costuma reparar na existência do nosso lindo satélite.

    Texto super inspirador!
    Adorei.
    Mais um ponto em comum colega ariana. (:

    beijocas.

    ResponderExcluir