Solúvel

11.07.2010 -


de que me serve essa sensibilidade
se meu ritmo, não acompanham
minhas comoções assustam, acanham
sentir o mundo na pele e em solubilidade
dessas lágrimas que borbulham e correm
sentimentos inconstantes que se esvaem
ao se colocar no lugar do outro
daí sinônimo de sensível, se transfigura, torna tudo
louco

15 Comentários:

  1. Adoro os teus poemas, Camila. Me lembram demais os da Martha Medeiros. :)
    "sentimentos inconstantes que se esvaem
    ao se colocar no lugar do outro
    daí sinônimo de sensível, se transfigura, torna tudo
    louco"
    Muito linda especialmente essa parte!
    Boa semana, querida!

    ResponderExcluir
  2. Ser sensível, se colocar no lugar doutro, enfim nos parecemos muito nessa questão.

    lindo poema Camila.

    bj!

    ResponderExcluir
  3. Simples e intenso. Incrível como eu me identifico contigo, Camila. Eu te agradeço por não me deixar me sentir tão sozinha com os meus sentimentos. Obrigada por falar por mim, escrever por mim e sentir comigo. Um beijo enorme!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Camila, obrigada pelo comentário. Digo e repito que adoro teus textos, e, sem querer babar ovo, vejo uma grande escritora por trás deles.
    Sim, eu acompanho seu blog e vejo que a sua situação é bem parecida com a minha, eu estou vivendo (ou estava, não sei) um relacionamento muito complicado, vivo numa montanha-russa de sentimentos, e isso está me matando um pouco todo dia. Apesar de eu não fazer idéia do que te acontece eu percebo pelo que você escreve que você se sente de um jeito muito parecido comigo e me conforta ver que não sou a única que me sinto assim.

    "Não sei se me curei, ou saí mais louca do que entrei, mas a verdade é que me marcou." Você disse tudo.
    Mas onde há dor, há crescimento também, então espero que pelo menos para isso nos sirva.
    Continue escrevendo, seus textos já são inspirações para muita gente.
    Beeeeijos

    ResponderExcluir
  5. Camila, muito bom o poema. Muitas vezes a minah sensibilidade é tanta que chego a ter raiva por ser assim.

    Um grande beijo

    ResponderExcluir
  6. Muito lindo o poema, sério, parabéns! As vezes toda essa sensibilidade incomoda, né? Beijos

    ResponderExcluir
  7. Que lindo o poema!
    Ser sensivel demais as vezes atrapalha muito!

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá!PAssei pra te ler, deixar um mega beijo e desejar uma ótima semana pra ti!!!

    ResponderExcluir
  9. Se ser sensível é se colocar no lugar dos outros, posso concorrer a Miss sensibilidade...
    As vezes me odeio por isso, mas acredito que sou recompensada por isso!
    Beeeijo ;*

    ResponderExcluir
  10. Jamais se esqueça do poder de sua sensibilidade, ou se esforce para odiá-la: é ela que te faz nos motivar, nos comover, enlouquecer, apaixonar, se condoer. Você é mágica.

    Abraço de uma admiradora
    que nem de longe deseja ser secreta. Muito sucesso.

    ResponderExcluir
  11. Lindos versos!
    Adorei o ritmo das palavras.
    beijos.

    ResponderExcluir
  12. Sr intensa e sensível dá nisso: PURA EMOÇAO! Sigo-te. Parabéns pelos escritos. Sucesso!;))

    ResponderExcluir
  13. Gostei do teu blog.

    E parabéns pela sensibilidade exacerbada, é uma virtude em falta nesses dias.

    ResponderExcluir
  14. Seus poemas são sentidos como sensações de intensa ardência: sensualidade em forma de palavras.
    Você consegue provocar reações no leitor. Parabéns.

    ResponderExcluir