Maníaca

2.12.2010 -


e teus olhos verdes evitavam os meus
como quem foge de um maníaco
saíam pelas ruas, janelas à fora
procuravam outros olhos
afim de ir embora
mas eu seguia o teu verde não deixava
só ia no embalo das tuas águas
boiando, nadando, seguindo
ilha à vista, porto seguro
nosso amor velho ainda tinha cheiro
de tinta fresca no muro

1 Comentários: